Burke Shelley, do Budgie
Foto via Wikimedia Commons
 

Burke Shelley, membro fundador da influente banda galesa Budgie, faleceu aos 71 anos de idade na noite da última segunda-feira (10).

A notícia foi confirmada na página de fãs de Budgie no Facebook por sua filha, Ela Shelley. A causa da morte não foi divulgada. No comunicado, ela disse:

É com grande tristeza que anuncio a morte de meu pai, John Burke Shelley. Ele faleceu esta noite enquanto dormia no Heath Hospital em Cardiff, sua cidade natal. Ele tinha 71 anos.

As homenagens já começaram a tomar conta das redes sociais e quem se pronunciou, por exemplo, foi Lars Ulrich, baterista do Metallica. Em um story de sua conta no Instagram, ele compartilhou uma foto do artista e escreveu:

Obrigado Burke por tudo que você fez pela música pesada e muito apreço do maior nível por coescrever e criar duas músicas que o Metallica teve a honra de gravar ao longo dos anos, ‘Breadfan’ e ‘Crash Course In Brain Surgery’.

Que Burke Shelley descanse em paz.

Budgie

Em 1967, Shelley formou a lendária banda Budgie ao lado do baterista Ray Phillips e dos guitarristas Kevin Newton e Brian Goddard, que após pouco tempo desistiram de seguir com a banda e abriram espaço para a entrada de Tony Bourge. Ele, então, assumiu a guitarra e ainda apoiou Shelley nas composições até deixar a banda em 1978.

Em suas músicas, o grupo misturava Blues e Rock de uma maneira pesada, ajudando a abrir caminho para o Heavy Metal ao lado de nomes como Black Sabbath e Led Zeppelin.

Apesar de possuir trabalhos de peso, o Budgie não recebeu o devido reconhecimento do público. Porém, importantes nomes do Rock e do Metal como Van Halen, Iron Maiden, Megadeth, Soundgarden e o próprio Metallica sempre deixaram clara a influência da bande de Burke Shelley em suas carreiras.

Inclusive, todos eles gravaram cover de músicas do Budgie. As mais famosas acabaram sendo realmente as versões do Metallica para “Breadfan” e “Crash Course In Brain Surgery” na década de 80, que resultaram em um salto significativo na carreira e na renda de royalties do Budgie, apresentando-os a uma nova geração de fãs.

Burke Shelley

Ao longo dos anos, Shelley passou a reforçar sua devoção ao cristianismo e, enquanto diversas bandas citavam o Budgie como inspiração, o músico passou a detestar os tons satânicos do metal.

Em 2010, Burke foi hospitalizado com um aneurisma da aorta e precisou passar por uma cirurgia altamente invasiva que prejudicou suas cordas vocais. Além disso, ele sofreu durante anos com a Síndrome de Stickler, uma condição congênita que prejudica a produção de colágeno pelo corpo.

O Budgie lançou seu último álbum, You’re All Living In Cuckooland, em 2006. Em 2010, a banda decidiu encerrar suas atividades.

Já em 2019, após surgirem notícias de que Shelley havia desenvolvido outro aneurisma maior, os veículos informaram que o músico estava se recusando a fazer uma cirurgia que pudesse ajudar sua condição crítica. No ano seguinte, ele refletiu sobre sua mortalidade, afirmando: “não tenho medo de morrer.”

Obrigado por tudo, Burke!

Compartilhar