Lars Ulrich fala sobre doações do Metallica
 

A produção do álbum …And Justice For All, lançado pelo Metallica em 1988, pode ser conhecida pelo primor que a gente escuta ao dar play no disco.

No entanto, o técnico de mixagem Steve Thompson declarou em entrevista à Loudwire em 2017 que, para ele, a bateria de Lars Ulrich na gravação estava “uma merda”.

Na época da entrevista, Thompson relembrou atritos com o baterista do Metallica sobre o som do instrumento no disco que sucedeu Master of Puppets (1986):

Nós fizemos o projeto em Bearsville, em Nova York — nós trabalhamos em um SSL [console] nos estúdios Bearsville. E Lars originalmente veio com toda uma ideia a respeito de como sua bateria deveria soar. Então, Michael Barbiero, meu parceiro, disse, ‘Por que você não se junta a Lars e mexe na bateria [soando da mesma maneira que eles gostariam que soasse], e uma vez que você fizer isso, eu cuido do resto’. Então, ele faz isso. E eu escuto a bateria, e eu disse, ‘Você está brincando comigo? Eu acho que isso soa uma merda’.

Steve continuou e citou o baixista Jason Newsted, que havia entrado na banda recentemente e, como muitos sabem, teve seus baixos “escondidos” na gravação:

Então, de qualquer forma, eu meio que ajustei um pouco toda a parte de bateria para que ela ficasse mais palpável. Então, eu aumentei o baixo, inclusive, a parte do baixo era ótima porque… Você sabe o que era ótimo sobre o baixo [de Jason Newsted]? Tinha um maravilhoso casamento com as guitarras do [James] Hetfield; era como se, tipo, eles precisassem trabalhar juntos. Eram tocados com perfeição.

Polêmica, hein?

Metallica supera 1 bilhão de plays no Spotify mais uma vez

Pelo terceiro ano consecutivo, o catálogo do Metallica no Spotify foi ouvido mais de 1 bilhão de vezes. Em 2021, o total de reproduções das músicas e álbuns do grupo totalizou 1,3 bilhão.

A banda comemorou a marca em suas redes sociais:

Com todos os altos e baixos de 2021, uma coisa permaneceu consistente: vocês ouviram muito Metallica no Spotify! Quando pensamos que vocês não poderiam ouvir mais, vocês provaram que estávamos errados. Com 112,2 milhões de horas de streaming, fomos os melhores artistas para 1 milhão de vocês! Honestamente, nem sabemos o que dizer. Mas um enorme obrigado. ‘Tallica Family parece muito apropriado agora. Feliz Ano Novo a todos, nos vemos em 2022!

Que venham mais clássicos!

LEIA TAMBÉM: Nirvana, Metallica e mais: veja a coleção de fitas de Gabriel Boric, novo presidente do Chil

 
Compartilhar