Gal Gadot Mulher-Maravilha na CCXP 2019-8
Foto por Stephanie Hahne/TMDQA!
 

Gal Gadot, conhecida por interpretar a Mulher Maravilha, voltou a falar sobre seu polêmico vídeo cantando o clássico “Imagine”, de John Lennon, ao lado de outros artistas.

Caso você não lembre, em Março de 2020, no início da pandemia do coronavírus, a atriz convocou algumas celebridades para interpretar a famosa canção com o intuito de oferecer conforto e aliviar o momento tenso que parte do mundo já estava vivendo, como te contamos aqui.

Porém, a iniciativa recebeu diversas criticas que apontavam que os artistas poderiam estar fazendo doações e/ou propagando informações ao invés de gravarem o vídeo.

Em uma nova entrevista para a próxima edição da InStyle, Gadot compartilhou sua atual opinião sobre o vídeo e admitiu que a ideia foi de “mau gosto”. Ela disse (via Billboard):

A pandemia estava na Europa e em Israel antes de chegar aqui [nos EUA] da mesma forma. Eu estava vendo para onde tudo estava caminhando. Mas [o vídeo] foi prematuro. Não era o momento certo e não era a coisa certa. Foi de mau gosto. Tinha intenções puras, mas às vezes você não acerta no alvo.

Gal Gadot reflete sobre vídeo feito na pandemia

Na conversa, a atriz ainda citou o evento de gala Woman in Hollywood, da Elle, que ocorreu em Outubro. Por lá, Gal Gadot aproveitou para brincar sobre seu vídeo e antes de fazer um discurso de agradecimento por um prêmio que tinha recebido, ela cantou um trecho do hino do ex-Beatle. Ela lembrou:

Eles tinham um microfone ali, e pareceu a piada certa a fazer. Eu não me levo muito a sério… Queria tirar sarro de mim mesma, e esse evento foi a oportunidade perfeita para fazer isso.

O vídeo de “Imagine”, que foi criticado por celebridades como John Mayer e Ben Gibbard, também contou com as participações de Kristen Wiig, Mark Ruffalo, Amy Adams, Natalie Portman, Pedro Pascal, Jimmy Fallon, Jamie Dornan, Will Ferrell e mais.

 
Compartilhar