Ozzy Osbourne - Ordinary Man

Nesta segunda-feira (27), Ozzy Osbourne anunciou que lançará em Janeiro sua primeira experiência no mercado dos NFT’s.

Trata-se da coleção intitulada CryptoBatz, que, segundo a UCR, contém 9.666 morcegos em tokens não fungíveis. Alguns deles, inclusive, oferecem aos seus compradores um recurso inédito chamado “MutantBatz”, ferramenta que fará com que a réplica do mamífero “morda” um outro NFT de sua carteira digital.

Através de comunicado, Osbourne disse:

Eu tenho tentado adentrar o mercado do NFT há um tempo, então, quando pedi a Sharon por um Bored Ape para o Natal depois de falhar diversas vezes na tentativa de comprar e ela disse não, eu decidi criar o meu próprio. CryptoBatz é um incrível projeto maluco para colecionadores de NFT e fãs. O design presta tributo a um dos meus momentos mais icônicos no palco e é uma chance de adquirir um pedaço raro de história da arte. Eu amei!

Os tais Bored Apes, mencionados por Ozzy, são uma coleção de imagens grosseiras de macacos em estilo cartoon que recentemente se tornaram febre no mercado digital.

Já o “momento icônico” citado pelo vocalista do Black Sabbath é, claro, uma referência ao famoso show em 20 de Janeiro de 1982 na cidade de Des Moines, nos Estados Unidos, quando um fã atirou no palco um morcego vivo e Osbourne mordeu a cabeça do animal na frente dos fãs por acreditar se tratar de uma pelúcia.

Ozzy Osbourne entra na onda de roqueiros com NFTs

A novidade anunciada por Ozzy Osbourne segue os passos de outros notáveis nomes do Rock que se associaram ao mercado NFT, como Megadeth, Avenged Sevenfold e Mike Shinoda.

Além disso, o Kings of Leon se tornou o primeiro grupo a distribuir um álbum em tokens não fungíveis com o lançamento de When You See Yourself em Março.

Confira a seguir a postagem de lançamento do CryptoBatz no Twitter!

LEIA TAMBÉM: Fotos recentes mostram Ozzy Osbourne em estado frágil; veja

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar