Brian May, do Queen, em 2017
Foto de Brian May via Shutterstock

Brian May, icônico guitarrista do Queen, testou positivo para a COVID-19.

O músico de 74 anos de idade revelou o diagnóstico em sua conta do Instagram no último sábado (18). Por lá, ele tem compartilhado alguns relatos sobre como têm sido os seus dias após ser infectado pelo vírus.

Em sua primeira publicação sobre o teste positivo, May escreveu:

Sim. O dia chocante finalmente chegou para mim. A temida linha vermelha dupla. E sim – definitivamente sem simpatia, por favor – foram alguns dias realmente horríveis, mas estou bem. E eu irei conte a história. Por favor, tomem cuidado extra, gente. Essa coisa é incrivelmente transmissível. Você realmente não quer que isso atrapalhe o seu Natal.

Em outro post, o guitarrista do Queen fez questão de enaltecer a importância da vacinação e apontou que possivelmente seu sistema imunológico estava vencendo a batalha contra “o invasor” com a ajuda das três doses da Pfizer que ele já recebeu.

Brian May testa positivo para COVID-19

O artista desconfia que tenha se contaminado em uma festa de aniversário que ele e sua esposa compareceram na última semana.

May revelou em um vídeo no seu Instagram que apesar dele e sua companheira estarem sendo “incrivelmente cuidadosos”, eles se arriscaram a ir ao evento pois sabiam que todos os presentes já tinham sido “vacinados três vezes”, e na manhã da festa todos fizeram testes de COVID.

Por acreditarem que estavam em uma “bolha de segurança”, o casal optou por ficar sem máscaras no aniversário. Ele disse:

Você meio que tem que decidir quais são suas prioridades, e nós decidimos. Em retrospecto, talvez tenhamos tomado a decisão errada. Poderíamos tê-los visto em outra ocasião, mas isso é história agora.

Depois de descrever a experiência como “a pior gripe que você pode imaginar” e ter dito que passou por dois dias “horríveis”, Brian May disse que estava se sentindo melhor no sétimo dia e fez um apelo para que seus seguidores se vacinem:

Não posso enfatizar o suficiente para vocês, esta não foi a resposta que meu corpo teria dado por conta própria. Está dando essa resposta porque eu tive três doses da Pfizer. E eu imploro pra você e te peço que você vá e leve uma picada se ainda não tiver ido, porque você precisa dessa ajuda.

Variante Ômicron no Reino Unido

O Reino Unido registrou um aumento de 53% em novos casos de COVID-19 nas últimas duas semanas devido à variante Ômicron, de acordo com o New York Times (via Loudwire).

No início deste ano May criticou a forma como o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, lidou com a pandemia e também chamou Eric Clapton de “maluco” por seu posicionamento anti-vacina.

Confira abaixo algumas publicações de Brian com seus relatos sobre a COVID.

Esperamos que ele se recupere o quanto antes.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar