Foto: Reprodução/YouTube

O frontman do Weezer, Rivers Cuomo, falou recentemente sobre as expectativas da banda quando eles lançaram seu disco de estreia autointitulado, conhecido como The Blue Album.

O trabalho foi disponibilizado em Maio de 1994, um mês depois da morte do saudoso Kurt Cobain e do fim do icônico Nirvana.

Durante a sua participação no podcast 500 Greatest Albums, da revista americana Rolling Stone, Cuomo refletiu sobre o álbum em questão e fez uma comparação que pode ser considerada bem absurda por muitos (via Rádio Rock):

Eu realmente pensei que nós éramos o próximo Nirvana. E eu pensei que o mundo ia nos perceber dessa forma, como uma super poderosa banda de rock de partir o coração, e como artistas sérios. Foi assim que nos vi.

O The Blue Album de fato teve uma repercussão positiva na época, alcançando o top 16 na Billboard 200 e vendendo mais de 15 milhões de cópias em todo o mundo. Além disso, os clipes dos singles “Buddy Holly” e “Say It Ain’t So” estiveram entre os mais executados nos anos 1990 na MTV.

Ainda assim, claro, o grupo não chegou perto da poderosa influência que o Nirvana teve na juventude daquele período.

Weezer

Na conversa, Rivers e os outros membros do Weezer compartilharam alguns detalhes sobre o processo de composição das músicas e da gravação do disco, além de como achavam que o público iria receber o primeiro álbum da banda.

Além de falar sobre o trabalho em questão, o grupo discutiu seu 15º álbum, intitulado Van Weezer em homenagem ao saudoso Eddie Van Halen, que chegou com uma sonoridade que transita entre as décadas de 1970 e 1980.

Você pode ouvir o podcast completo, em inglês, no player abaixo.

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar