Adam Clayton, baixista do U2
Foto via Wikimedia Commons

Adam Clayon, baixista de longa data do U2, vem sendo alvo de diversas críticas após comentários machistas no documentário Phil Lynott: Songs For While I’m Away.

Um trecho da obra, que homenageia o lendário vocalista e baixista do Thin Lizzy, foi publicado pela cantora britânica Nadine Shah no Twitter no último sábado (4). Lá, Clayton faz algumas associações do instrumento em que fez carreira com a masculinidade:

Uma coisa que você precisa saber sobre o baixo é que ele é essa coisa grande, pesada que fica pendurada no meio das suas pernas. O baixo é essa arma secreta. É de onde vem o poder. Ele se aparece em um groove com o kit de bateria — a bateria e o baixo te dão esse rebolado belo, meio que sexy. E aí todas as outras ‘coisas de mocinha’ vêm por cima, mas nós somos os homens da banda.

A parte boa de toda essa confusão é que os comentários da publicação de Shah, que obviamente trouxe uma problematização da cena, se tornou um belo catálogo de baixistas mulheres que têm um trabalho fantástico.

Você pode conferir o Tweet em questão logo abaixo ou clicando aqui.

Fala machista de Adam Clayton (U2) em documentário

AMAZON MUSIC UNLIMITED

Você pode ouvir esse e outros artistas no Amazon Music Unlimited. Clicando aqui, você ganha 3 meses para curtir o app de graça!

 

Compartilhar