Pitty - Tempo de Brincar - promo 7
Divulgação

A Ômicron, nova variante do coronavírus, tem despertado preocupação em todos nós, já que ela chegou ao país e as autoridades agora estudam medidas de segurança e saúde pública para que não haja nenhum retrocesso no controle da pandemia.

Diante disso, a cantora Pitty foi ao Twitter neste final de semana para pedir aos fãs que se vacinem contra a COVID e também refletir sobre os perigos que chegam com a Ômicron.

Para ela, é importante retomar todas as atividades que fazem a economia girar no país, mas a cautela precisa continuar:

Tô bem feliz com a volta aos palcos ano que vem e em ver vocês de novo, minha equipe, tudo. Dois anos sem show! Mas, uma preocupação: precisamos chegar até lá com segurança. Se vacine, não vacile, se proteja. Vamos evitar um retrocesso.

Na sequência, Pitty lembrou que eventos como Réveillon e Carnaval de 2022 podem causar grandes transtornos e que estas grandes comemorações e festas podem trazer o caos novamente, deixando o questionamento em aberto aos fãs:

Penso em grandes aglomerações como Réveillon e Carnaval, aeroportos abertos sem exigir vacinação e me parece uma grande imprudência no momento. O que vocês acham?

O retorno de Pitty aos shows está marcado para 15 de Janeiro, quando ela sobe ao palco em Salvador. A cantora divulgou outras datas da nova turnê em sua página no Instagram.

De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa formado por G1, O Globo, Extra, Estadão, Folha e Uol, 62,25% da população brasileira está vacinada com as duas doses contra a COVID. Segundo as informações repassadas no último domingo (28), o número total de imunizados atualmente é de 132.789.239.

OMS considera Ômicron variante de preocupação

A Ômicron, também conhecida como B.1.1.529, foi classificada como variante de preocupação pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por isso, é fundamental que todos sigam com os cuidados básicos (uso de álcool em gel, máscaras e distanciamento social), além de procurar seu posto de vacinação para receber a dose de reforço do imunizante, assim que for possível fazê-lo.

Dessa forma, as chances de manter a queda no número de casos e de mortes por coronavírus aumentam. A nova cepa, inclusive, pode facilitar a reinfecção e apresenta grande número de mutações. No entanto, ainda não há registro de morte associada a Ômicron.

Como Pitty bem disse: se vacine, não vacile, se proteja!

LEIA TAMBÉM: Agridoce, de Pitty e Martin, lança versões de Beatles e The Rolling Stones

NOTÍCIAS MAIS QUENTES no RESUMO DA SEMANA

Fique por dentro das notícias mais quentes do mundo da música, bem como dos lançamentos nacionais, ouvindo o Resumo da Semana, programa do Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

 

Compartilhar