Round 6
Crédito: divulgação
Ouça a nova música de Juliah!    

De acordo com informações da Radio Free Asia (via Kotaku), um homem foi condenado à morte na Coreia do Norte por ter pirateado cópias do fenômeno da Netflix Round 6.

Segundo o veículo, que foi questionado nas redes sociais por muitas pessoas por ser ligado ao governo norte-americano, ele foi pego com pen drives e cartões de memória que continham os episódios da popular série. O homem, que não teve seu nome divulgado, teria recebido a sentença de fuzilamento por pelotão.

Fontes afirmam que um estudante norte-coreano que comprou o conteúdo poderá continuar vivo, assim como outros seis jovens. Todos eles, no entanto, serão obrigados a cumprir cinco anos de trabalho forçado.

Além disso, os professores e administradores da escola onde o caso aconteceu foram demitidos, expulsos do Partido dos Trabalhadores e podem ser exilados para trabalhar em minas remotas. Uma fonte associada à polícial local revelou à rádio:

Tudo isso começou na semana passada quando um estudante do ensino médio comprou secretamente um pen drive contendo o seriado sul-coreano ‘Round 6’ e assistiu com um de seus melhores amigos em sala de aula. O amigo contou a vários outros estudantes, que ficaram interessados, e eles compartilharam o pen drive com eles.

A ala do governo norte-coreano responsável pela censura recebeu uma dica sobre o caso e prendeu os envolvidos. Assim como tantas outras obras audiovisuais, Round 6 é proibida na Coreia do Norte.

Round 6 perde posto histórico na Netflix

A série animada Arcane, inspirada em League Of Legends, superou o recorde da aclamada Round 6 como a produção mais assistida da Netflix no período de três dias após seu lançamento, em 6 de Novembro.

De acordo com o Flix Patrol, que monitora a audiência das diversas plataformas de streaming, Arcane chegou ao topo das paradas globais do serviço de streaming no último dia 9.

Além disso, o portal IGN informa que a série estreou em primeiro lugar nas paradas da Netflix em 37 países.

LEIA TAMBÉM: Gorillaz ganhará filme da Netflix, diz Damon Albarn

   
Compartilhar