Blaze Bayley, ex Iron Maiden
Foto: Divulgação
 

Vocalista do Iron Maiden entre 1994 e 1999, Blaze Bayley teve elogios a fazer sobre o novo disco das lendas do Metal, Senjutsu.

Lançado há poucos meses, o trabalho conquistou o cantor, que admitiu ter ouvido a obra apenas duas vezes na íntegra mas destacou três faixas chamaram sua atenção: “Hell On Earth”, “Death of the Celts” e o single principal, “The Writing on the Walls”. Entrando em mais detalhes, ele contou (via Noisecreep):

Há umas músicas ótimas ali. Eu acho que é um álbum profundo, e não é algo que se entrega facilmente na primeira ouvida. Eu acho que você tem que dar uma chance a ele — há muita coisa acontecendo, e há muitas mudanças de clima com os acordes que eles fizeram e os instrumentais.

Então é um álbum que eu sinto que você tem que pensar, ‘Qual é a história?’. E aí, quando a parte instrumental entra, é só como se fosse uma peça de orquestra. ‘Do que eles estão falando agora? O que essa música faz com que eu sinta? Por que ela foi para esse lugar sombrio?’. Então, eu não acho que ele se entrega facilmente, mas eu acho que é um bom álbum. E as coisas que eu já ouvi eu realmente curto.

Ainda neste trecho da entrevista, feita com o canal Metal Musikast e disponível no vídeo abaixo com legendas em português, Blaze comenta sua relação com o Maiden e afirma que foi “muito bem tratado” quando saiu, não tendo qualquer problema com os antigos companheiros de banda.

Blaze Bayley avalia o novo disco do Iron Maiden, Senjutsu

 
Compartilhar