Ozzy Osbourne no programa de Howard Stern em 1996
Reprodução/YouTube
Ouça a nova música de Juliah!    

A imagem que temos de Ozzy Osbourne é de alguém que está sempre no limite da loucura, se segurando por um fio à sua louca rotina de rockstar. Ao mesmo tempo, Ozzy nunca aparentou ter dificuldades para se apresentar ao vivo.

De acordo com o lendário tecladista Rick Wakeman — que fez parte do Yes mas também já tocou na banda do Príncipe das Trevas —, tudo isso é uma construção do próprio vocalista.

Em uma nova entrevista com a Classic Rock, ele explicou como acredita que o cantor é “muito esperto” e capaz de criar essa persona tão fascinante do que é Ozzy Osbourne para seus fãs:

Se o Ozzy estava fora dos trilhos quando trabalhei no ‘Sabbath Bloody Sabbath’ [em 1973]? Eu não acho que ele chegou a estar nos trilhos, chegou? Na verdade, eu acho que o Ozzy é muito esperto, porque ele tem a manha de aparentar estar fora de controle, enquanto está perfeitamente sob controle. Eu nunca vi ele ficar doido demais a ponto de não conseguir se apresentar.

Difícil de acreditar, hein? Na mesma matéria, Rick ainda relembrou os dias em que o Yes fez turnê com o Black Sabbath e como ele era basicamente o único que conseguia acompanhar os metaleiros na bebedeira — que fazia com que não houvesse sequer espaço para andar pelo jato particular do Sabbath.

Não à toa, o tecladista revela que hoje possui diversos problemas relacionados ao álcool e não pode mais beber. Consequências, né?

   
Compartilhar