Brody Dalle e Josh Homme
Ouça a nova música de Juliah!    

Brody Dalle segue lutando para evitar uma possível pena de prisão em sua batalha judicial contra seu ex-marido Josh Homme.

A vocalista do Distillers testemunhou em sua própria defesa na última quinta-feira (4) em Los Angeles, durante seu julgamento por desacato criminal gerado após alegações de Homme de que ela violou o acordo de custódia legal ao não deixar que ele encontrasse seus três filhos.

De acordo com a Rolling Stone, Dalle explicou no tribunal que tentou convencer os filhos a irem para a casa de Josh para cumprir o período de custódia ordenado pelo tribunal em 4 de Setembro, mas os jovens teriam recusado. Ela disse:

Eu exigi que eles fossem e implorei a eles. Eu disse a eles que havia uma ordem judicial e, se eles não fossem, eu poderia ir para a cadeia.

A cantora relatou que, um dia depois, tentou mais um vez fazer com que os filhos fossem encontrar com o pai. Ela fez uma mala para eles, colocou na porta e pediu que as crianças calçassem os sapatos para que ela pudesse levá-los. Porém, segundo Dalle, eles novamente recusaram.

Brody Dalle foi questionada pelo juiz do Tribunal Superior do Condado de Los Angeles, Lawrence Riff, se ela considerou “levá-los fisicamente até o carro”. A artista disse que chegou a tentar, mas foi “empurrada” pelos filhos. Ela apontou:

Quanto mais pressão eu colocava sobre eles para irem, mais angustiados eles ficavam.

Após o depoimento de Dalle, o juiz apontou que uma possível defesa no caso da cantora seria mostrar que ela se esforçou para cumprir o acordo da custódia mas foi impedida pelas crianças.

No julgamento, a ex-esposa de Josh Homme também respondeu algumas perguntas sobre suas alegações contra o músico, como sua conduta imprópria com os filhos e que ele teria socado a janela do carro em 18 de Junho.

Batalha judical de Brody Dalle e Josh Homme

Como te contamos aqui, na última semana o líder do Queens of the Stone Age disse no tribunal que seu relacionamento com a filha Camille Homme (15) e seus filhos Orrin (10) e Wolf (5) melhorou.

Porém, vale lembrar que em Setembro a própria Camille conseguiu uma ordem de restrição temporária contra o pai, que foi prorrogada até Novembro.

Também na semana passada, o juiz Riff indeferiu as petições pendentes de ordem de restrição apresentadas por Dalle em nome dos filhos, afirmando que a cantora as arquivou sem a autorização necessária.

A cantora apresentou uma declaração por escrito no tribunal nesta semana pedindo novamente ao juiz que um profissional de saúde mental faça uma avaliação abrangente da custódia das crianças e que os pais “se submetessem a testes aleatórios de álcool e drogas em 12 painéis de urinálise duas vezes por semana em uma instalação neutra operada por um terceiro neutro.” Ela escreveu:

Desafia a lógica que Josh não queira que todas as suas alegações de alienação, lavagem cerebral, etc., feitas por mim [em nome de] nossos filhos não sejam investigadas extensivamente. Nossos filhos têm idades entre 5 (a) 15, e ainda temos muitos anos restantes durante os quais devemos cuidar de nossos filhos juntos. Nossos filhos merecem crescer e ser criados em um ambiente saudável e seguro onde possam prosperar.

O julgamento de Dalle está previsto para continuar nesta sexta-feira, 5 de Novembro.

   
Compartilhar