Blubell
Crédito: divulgação
 

A cantora e compositora Bel Fontana, que assina artisticamente como Blubell, lançou nas plataformas digitais o álbum Música Solar Para Tempos Sombrios.

O disco, que chega também com um livro editado pela Lyra das Artes, apresenta nove faixas e mistura o Pop bem humorado com a influência do Jazz.

Cada crônica da versão literária é inspirada em uma música do trabalho de estúdio e conta com ilustrações da artista Juliana Russo. A artista também liberou o clipe para a música “O FUTURO”.

Blubell estreou na carreira solo em 2006 com o disco Slow Motion Ballet e anos depois lançou o autoral Eu Sou do Tempo em que A Gente Se Telefonava (2011), seguido do álbum de covers Blubell & Black Tie (2012).

Ela ainda possui em sua discografia Diva é Mãe (2013) e Confissões de Camarim (2016).

mamguá

mamguá
foto: reprodução

O cantor e compositor mamguá disponibilizou nas plataformas de streaming a música “Cotidiano Circular”.

A letra conta a história lúdica de um casal hippie que se casa na praia e faz juras de uma vida juntos. A faixa puxa a sonoridade da MPB e estará no álbum de estreia do artista, previsto para sair em 2022 e sem título revelado.

Quatro anos atrás, ainda sob o nome próprio de Rodrigo Gicovate, o músico lançou o EP Vento.

Cadu Pereira

Cadu Pereira
foto: divulgação

O cantor e compositor Cadu Pereira liberou nas plataformas digitais o disco ao vivo O Show Que Nunca Rolou.

O álbum apresenta sete faixas acústicas que integraram o primeiro trabalho de estúdio do artista, A Banda Que Nunca Tocou, de 2020.

“São as mesmas músicas em versões acústicas onde eu toquei e gravei todos os instrumentos em um formato ‘ao vivo’. O som é altamente recomendado para mentes e corações,” conta Cadu.

Espelhos de Okê

Espelhos de Okê
foto: Junior Silva

O projeto mineiro Espelhos de Okê disponibilizou no YouTube o clipe da canção “Doce é Manga” através do selo Alcalina Records.

O vídeo, dirigido por Junior Silva, foi gravado no Estúdio de Vídeo do UNIPAM e as cenas carregam o propósito de passar diferentes emoções conforme as cores são destacadas.

Criado durante o ano de 2020, o coletivo Espelhos de Okê é idealizado pela cantora Flaviany Matos, que atua na música desde 2004.

Além dela, fazem parte do projeto atualmente os músicos Alan Girardeli (produtor musical, teclas, efeitos, baixo), Alexandre Rosa (violão e guitarra), Ciro Nunes (bateria e flauta), Zé Vitor Braga (performance, voz e percussão) e Marcella Melgaço (performance e voz).

Eles lançaram antes os singles “Yeye Oke” e “Bomba Viva”, e agora preparam a chegada do disco de estreia Vista Sua Armadura Mais Bonita, com lançamento previsto ainda para Outubro.

Gabi Farias

Gabi Farias
foto: Demi Brasil

A cantora, compositora, instrumentista e professora de música Gabi Farias lançou o clipe da faixa “Sóis” em parceria com o República Popular.

O vídeo, gravado ainda em 2019 e dirigido por Dan Stump, mostra quatro personagens principais em busca de seus parceiros em uma noite de calor e festa.

“Sóis nasce de uma história curiosa, pois é a única canção do álbum que não é da minha autoria. A música em si fala dessa necessidade de sermos vistos, sermos acolhidos constantemente. Ao mesmo tempo, o arranjo nos leva a perceber esse contexto de uma maneira muito quente, dançante, envolvente, e tira o peso da reflexão que a letra carrega. Eu acho que é uma junção excelente, eu não teria escrito melhor,” explica Gabi, que dois anos atrás havia lançado o EP Vazante.

A canção composta por Igor Lobo estará no álbum Enchente, sem data de lançamento definida.