Andrea Meyer, Black Metal, Cradle of Filth
Foto via Lambgoat
Ouça o novo disco de Diego Tavares!  

Andrea Meyer, uma cantora e compositora alemã ligada ao Black Metal e mais especificamente ao Cradle of Filth, foi uma das vítimas de um ataque em Kongsberg, na Noruega.

Também conhecida como Andrea Haugen e Nebelhexë, a artista está entre as cinco vítimas do suspeito Espen Andersen Brathen. Usando um arco e flecha, ele fez disparos aleatórios por ruas da cidade — a polícia local também afirmou que ele usou outras “armas pontiagudas” em seus ataques.

Meyer tem seu nome bastante ligado à banda liderada por Dani Filth já que tocou no disco de estreia da banda, The Principle of Evil Made Flesh (1994). O vocalista do grupo disse em comunicado (via Lambgoat):

Descanse em paz Andrea Meyer. Andrea participou do nosso álbum de estreia, ‘The Principle of Evil Made Flesh’, e também modelou e dançou para nós nos palcos, bem como comandou o ritual em nossos anos de formação. Ela fará muita falta, e nosso profundo amor e simpatia vão para seus amigos e parentes.

Andrea também estava ligada a nomes como o Satyricon. A artista deixa uma filha, fruto de seu relacionamento com Tomas “Samoth” Haugen (Emperor, Zyklon).

Que descanse em paz!

Ataque na Noruega

O suspeito admitiu que saiu às ruas para matar, e ainda revelou que escolheu suas vítimas de forma aleatória. Espen está passando uma avaliação psiquiátrica em um centro médico e, de acordo com autoridades, o caso ainda pode levar meses para ser finalizado.

Este é o ataque mais violento e com mais mortes na Noruega desde 2011, quando o extremista Anders Breivik matou 77 pessoas.

Ouça a nova música de Juliah!