Lenine e Gabriel o Pensador
 

Há 20 anos, Gabriel, o Pensador lançou o disco Seja Você Mesmo, Mas Não Seja Sempre o Mesmo, e fez questão de colocar questões sociais e políticas do Brasil em evidência.

Em uma das faixas, o rapper resolveu falar sobre lados difíceis do país ao mesmo tempo em que celebrava várias das coisas positivas por aqui.

Na letra de “Brasa”, ao falar que ama o país, “mas que o amor é cego”, o Pensador também aborda corrupção, sistema carcerário e diversos outros pontos a serem melhorados no país, ao mesmo tempo que diz que está com saudades da cultura, da mistura e do churrasco.

Continua após o vídeo

Gabriel, o Pensador e Lenine

Para apresentar essa dualidade, o músico carioca convidou um gigante: Lenine dá um toque todo especial à canção quando aparece cantando que “está morrendo de saudades”, complementando as rimas de Gabriel.

Mas eu vou ficar no Brasa porque o Brasa é minha casa, casa do meu coração.
Mas eu vou ficar no Brasa porque o Brasa é minha casa e a minha casa só precisa de uma boa arrumação.

Foi justamente misturando diferentes tons do país, indo do Rap à MPB e mostrando que temos de tudo um pouco por aqui, que a ideia foi conscientizar a respeito de como deveríamos lutar por um país melhor, já que temos tanto potencial.

Você pode ouvir o disco em todas as plataformas de streaming e a canção na playlist TMDQA! Hits.

   
Compartilhar