Paul McCartney
Foto por Mary McCartney
 

O icônico Paul McCartney falou recentemente sobre o que cultiva em sua fazenda em Peasmarsh, vila no sudeste da Inglaterra, e revelou que tem uma plantação de maconha “escondida” por lá.

Em entrevista ao Daily Mirror (via Rolling Stone), o ex-Beatle explica que tomou essa atitude para que os adolescentes da região não roubem sua produção. Ele conta:

Gosto de cultivar coisas como trigo-vermelho, centeio e peras. Começamos a cultivar cannabis e o engraçado é que o governo impõe que você faça isso em um local escondido, porque os adolescentes entram e roubam.

A erva cultivada pelo músico de 79 anos de idade é a cânhamo, uma espécie de cannabis conhecida por seu baixo teor de THC (tetra-hidrocanabiodiol). Ela pode ser usada para a produção de óleos, medicamentos, cosméticos, tintas e até mesmo roupas e detergentes.

Falando de sua relação com a maconha, no entanto, Paul foi questionado se ainda fazia uso da erva e respondeu:

Eu não uso mais. Por que? A verdade é que não quero servir de mau exemplo para os meus filhos e netos.

Plantações de Paul McCartney

Na conversa, Macca afirmou que todos os cultivos de sua fazenda são 100% orgânicos, em linha com o seu estilo de vida há 20 anos. Ele disse:

Quando comprei a fazenda, havia alguns campos onde os rapazes da fazenda me diziam: ‘Não há minhocas nesses campos. Não há vida, porque tudo o que fizeram foi colocar pesticidas e, em seguida, colocar fertilizante’. Eu pensei: ‘OK, isso é um desafio, vamos nos tornar orgânicos.’

Vale lembrar que Paul McCartney se tornou usuário da maconha durante o auge dos Beatles e em 1980, enquanto estava em turnê no Japão com a banda Wings, foi preso após ser pego pela polícia com uma grande quantidade da droga.

LEIA TAMBÉM: Paul McCartney relembra primeira vez em que os Beatles ficaram chapados (com a ajuda de Bob Dylan)

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar