Crédito: Silvia Zamboni
 

Zeca Baleiro lançou recentemente nas plataformas digitais um single duplo autoral de forró, composto por “Forró de Ilusão” e “Face”, parceria do artista com Chico César e Itamar Assumpção em que divide os vocais com Juliana Linhares.

As músicas foram feitas antes da pandemia e já eram conhecidas do público que frequenta o projeto de Zeca Forró do Safadinho, apresentado desde Dezembro de 2016 no Canto da Ema, tradicional casa da cultura nordestina em São Paulo.

“Era para essas músicas serem lançadas próximas ao São João, esse era o plano, mas por conta de outros compromissos, acabamos atrasando a finalização delas. Agora fica pras ‘festas julinas’, uma prorrogação das festas juninas, hoje comuns nos estados nordestinos. A intenção do lançamento é manter a chama do projeto viva na cabeça e no coração do público,” conta Baleiro, que vai incluir as canções em um disco de forró com participações diversas.

Jalma

Jalma
foto: divulgação

O cantor e compositor carioca Jalma disponibilizou no YouTube o clipe feito para a faixa “Amor de Dois”.

Dirigido por Wescley Di Luna e Victor Amish, o vídeo foi gravado no Rio de Janeiro e mostra o artista em uma balada curtindo ao lado de homens e mulheres que poderiam ser seu interesse amoroso.

Jalma, que estreou na carreira solo em Abril deste ano com a música “Pensando na
Gente, busca influenciar indiretamente as causas LGBTQIA+ e reforça a ideia de que toda forma de amar é válida.

“Esta canção é bate bola, jogo rápido, objetiva que nem meus desejos. Coração é sempre assim, escolhe sem pedir permissão,” afirma ele.

“Assim que ouvi ‘Amor de Dois’, de cara achei incrível, logo dei uma aprimorada com instrumentos percussivos e synths bem marcantes,” completa o produtor Lance.

Cenário Líquido

Cenário Líquido
foto: reprodução

A banda Cenário Líquido divulgou nas plataformas de streaming a canção “Há Lirismo em SP?”.

A faixa sucede os singles “Manhãs de Domingo” e “O Pescador”, também disponibilizados em 2021.

Formado atualmente por Samuel Altheman (vocais e guitarra), Matheus Morelli (baixo) e Lucas Morelli (bateria), o grupo estreou em 2018 com as músicas “Autorretrato” e “Noturno”.

Rei Lacoste

Rei Lacoste
foto: reprodução

O rapper baiano Rei Lacoste lançou no YouTube o clipe do single “Gardênias”, que traz as participações dos artistas Giovani Cidreira, também conhecido como GIO, e Piu Knup.

O vídeo, dirigido e roteirizado pelo próprio artista, foi filmado na praia e carrega o propósito de valorizar a liberdade, o amor e uma vivência com interseção cultural.

“A filmagem na orla, com ambientação típica do litoral de Salvador e, ao mesmo tempo, a diferença entre as cidades, a divisão de dois canais na tela e as imagens em câmera lenta, chamam atenção para a presença de vários signos que permitem esse discurso livre,” explica Rei Lacoste.

“Como em toda a obra que ‘Gardênias’ está inserida, a mixtape Tutorial de Como Ser Amado, é levantada uma dimensão política, que expressa a necessidade de liberdade dos corpos e atenta para uma questão social”, finaliza ele.

Lula Washington

Lula Washington
foto: divulgação

O compositor, violonista, guitarrista e professor Lula Washington lançou nas plataformas digitais seu primeiro EP solo.

Autointitulado, o trabalho de estúdio reúne cinco composições originais criadas ao longo dos 20 anos de carreira do artista, um dos principais nomes do violão hoje no Brasil.

Lula, por exemplo, já dividiu o palco com músicos como Nelson Sargento, Léo Gandelman, Carlos Malta, Tereza Cristina, o violinista italiano Domenico Nordio e o alemão Linus Roth.

O músico também é integrante da Orquestra Johann Sebastian Rio e atuou como convidado na Orquestra Sinfônica Nacional, Nova Orquestra e Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro.

O compacto foi produzido durante a pandemia e apresenta influências da MPB, especialmente do Choro, Tango e Valsa.

“Registrar essas músicas marca algumas fases da minha vida. Especialmente meu início no instrumento vendo meu pai tocar aqueles clássicos do choro no violão, cavaquinho ou banjo na vila onde a gente morava, aqui no subúrbio do Rio,” comenta Lula, que já havia lançado três discos com as bandas Allegro, Valvula e Gallo Absurdo.

   
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.