MC Hariel
Crédito: divulgação
 

MC Hariel se juntou com MC Ryan, MC GP e Salvador da Rima em protesto contra a acusação de serem patrocinados por facção criminosa.

Para responder àqueles que insistem em marginalizar grupos sociais aos quais pertencem os rappers ou funkeiros, os artistas lançaram o clipe feito para a música “Associação”.

Produzido pela GR6 Filmes, o vídeo mostra os quatro MC’s mandando ver em seus discursos rimados e também conta com a participação de diversas pessoas que aparecem em poses estáticas com a bandeira do Brasil ao fundo.

Em tom de critica à mídia sensacionalista, as imagens ainda trazem um pastor que, dentro de um estúdio de TV, vocifera contra a cultura popular e do Funk. Atribuindo a acusação que recebeu ao preconceito da sociedade, Hariel lamenta:

Apesar do nosso sucesso nas redes e nos streamings e de o Funk ter se consolidado como um importante movimento musical e cultural das comunidades, ainda existe a falsa ideia de que funkeiro é bandido e de que o funk tem associação com o crime.

Ele, que costuma ser ativista na luta contra as drogas, reitera que sua inocência já foi provada. Inclusive, Hariel perdeu o pai bem cedo, morto justamente pelo vício em substâncias ilegais.

Por causa dessa triste referência, o MC lançou com Alok o single “Cracolândia”, que já ultrapassou 200 milhões de views no YouTube.

MC Hariel vai gravar DVD para celebrar uma década de carreira

Em comemoração aos seus dez anos de carreira, Hariel anunciou a gravação do DVD do MC Hariel, agendada para Novembro no Espaço das Américas. A data também marca a primeira década desde a publicação do primeiro vídeo do jovem artista no YouTube.

O projeto será composto por dez faixas inéditas intituladas de acordo com as fases de sua carreira, além de dez hits escolhidos para integrar o repertório das regravações.

Ouça abaixo “Associação” no Spotify e/ou assista ao clipe no YouTube!

   
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.