Diarra e Marieme
 

Marieme e Diarra Sylla (ex-Now United) estão ligadíssimas na importância das conexões humanas e acabaram de disponibilizar uma nova parceria com “Catch A Fire”.

De origens senegalesas, as duas se inspiraram no afrobeat para criar uma canção vibrante que também traz traços dos tambores sabar, típicos do Senegal, mostrando uma pluralidade inventiva e interessante para celebrar a vida em tempos tão difíceis.

A canção foi escrita pelas duas artistas ao lado de Davy Nathan (Jessie J, Toni Braxton, Queen Latifah) e do beatmaker senegalês Ahmed Mane, vindo acompanhada de um clipão protagonizado por muita dança.

Entrevista com Merieme e Diarra

O TMDQA! falou com as artistas a respeito desse lançamento, que você já pode ouvir na playlist TMDQA! Beats do Spotify, e no papo as cantoras falaram sobre inspirações, conexões, influências e mais.

Divirta-se!

TMDQA!: O afrobeat vem quebrando barreiras há muito tempo e agora está ganhando atenção com uma nova abordagem e um novo som, misturando a elementos de Rap, R&B, Hip Hop e mais. Como é fazer parte disso tudo, adicionando seus próprios elementos ao caldeirão?

Marieme: Sim, o Afrobeat já existe há muito tempo, então estou feliz que o mundo está começando a experimentá-lo. Acho que o som do futuro vai ficar confuso e o Afrobeat é uma grande parte do quebra-cabeça. Os sons do mundo estão todos se unindo e é ótimo poder usar os ritmos e instrumentos do meu país para mostrar ao mundo quem somos.

Diarra: Afrobeat é demais! Eu amo isso! É de onde eu venho, é o que eu sei.

TMDQA!: O clipe mostra vocês dançando na icônica praia de Santa Monica, na Califórnia, mostrando o píer e adicionando outros elementos próprios à estética do vídeo. Quão importante é para vocês mostrarem suas raízes mas também deixar transparecer que a música é global?

Marieme: É muito importante, porque vivemos em um mundo e compartilhar culturas e ideias sobre quem somos sempre será uma coisa positiva. Amo ouvir todos os tipos de
música e o que aprecio nisso é que posso sentir o orgulho de pessoas de todo o mundo e é
importante amar a nós mesmos e nossa cultura e respeitar as outras culturas. Nossas
diferenças nos tornam semelhantes.

TMDQA!: Davy Nathan e Ahmed Mane são grandes colaborações que aparecem na canção e é sempre ótimo ver pessoas de origens diferentes se unindo para fazer música. Como foi trabalhar com eles em “Catch a Vibe”?

Marieme: Foi incrível. Davy Nathan e eu trabalhamos juntos frequentemente, especialmente com meu último EP. Ahmed Mane não é apenas um produtor, mas também um rapper incrível. Ele está em algumas das minhas gravações de crossover senegaleses, como Fi Moy Senegal, que ele também produziu. Estou muito feliz por podermos incorporar
o povo senegalês em projetos representativos do país. Adoro trabalhar com eles e estou
animada para ver o que mais podemos fazer juntos.

Diarra: Foi demais! Davy é um produtor incrível e talentoso! Foi incrível trabalhar juntos!

TMDQA!: O mundo todo está passando por uma fase muito difícil já há algum tempo e a música parece sempre estar lá para nos salvar e nos dar conforto. Como vocês se sentem a respeito da importância da arte para levar alegria às pessoas em 2021?

Diarra: Tudo o que temos é música! Definitivamente, é necessário em um mundo como o
nosso.

Marieme: A arte diz a verdade, é sempre o que nos traz de volta ao centro. Acho fundamental que sejamos honestos com a nossa arte nesses momentos e nos permitamos sentir as expressões que vêm da interpretação da vida das pessoas. Cada peça de arte é uma peça do quebra-cabeça que é a vida, por isso precisamos dar um passo para trás para ver e entrar para sentir. Arte é vida não apenas durante os tempos difíceis, mas também nos tempos bons.

TMDQA!: Vocês se conheceram na Internet, certo? Como foi o processo de compor, produzir e gravar durante a pandemia?

Marieme: Foi muito fácil, quando Diarra e eu nos conhecemos, as coisas estavam se abrindo e estávamos totalmente vacinadas. Nos conhecemos no dia em que nos falamos no Instagram e eu adorei isso, porque nós duas realmente queríamos trabalhar e temos paixão pelo que estamos fazendo, sabemos que realmente não há tempo a perder.

Trabalhamos ao longo de dois dias e planejamos que a faixa fosse enviada ao Senegal para ser finalizada com tambores sabar enquanto planejávamos o vídeo. O único desafio foi reunir todos para o vídeo, porque queríamos respeitar a presença da Covid e, por isso, queríamos criar um ambiente seguro para todos, garantir que todos que estavam lá quisessem estar lá e entendessem o que viemos representar.

Continua após o vídeo

TMDQA!: Diarra, você já tem uma conexão com o Brasil pois colaborou com Luísa Sonza e Bruno Martini em “Ain’t Worried”. Como foi a experiência?

Diarra: “Ain’t Worried” foi incrível! E o Bruno e a Luísa são pessoas fantásticas! Foi tudo amor e positividade ao longo do projeto!

TMDQA!: O nosso site se chama Tenho Mais Discos Que Amigos! Você tem mais discos que amigos? Que discos você diria que são seus verdadeiros melhores amigos para tempos difíceis?

Marieme: Adoro esse nome. Definitivamente, tenho mais música do que amigos. Acho que
os artistas por trás das minhas músicas favoritas são amigos na minha cabeça. Ahh. Sim,
eu amo música e a música é confiável e sempre me revelará verdades, então acho que
quero amigos que sejam como música. Tenho amigos que são como música para mim, eles
fazem parte da minha coleção de música e eu os amo. Música é vida.

Diarra: (Risos) sim! Eu definitivamente tenho mais discos do que amigos. Não tenho certeza se posso mencionar meu amigo-álbum, mas quando chegar a hora, eu direi a você!

 

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.