Gilberto Gil na ONU em 2003
Reprodução/YouTube
 

O ano era 2003 e o Brasil estava fazendo bonito na Assembleia Geral da ONU, em Nova York, apesar da história hoje em dia ser outra.

À época, o então ministro da cultura Gilberto Gil, icônico músico brasileiro, foi convidado pelo secretário geral da Organização das Nações Unidas, Kofi Annan, para tocar na abertura da cerimônia.

Por lá, Gil fez chefes de Estado e diplomatas dançarem e se divertirem ao som da música brasileira, tocando o sucesso “Toda Menina Baiana”. A faixa faz parte do disco Realce, lançado em 1979.

Como é possível ver no vídeo ao fim da matéria, Annan, na época a maior autoridade da ONU, fez a percussão no atabaque e também se divertiu na apresentação.

Ex-presidente Lula

Quem ficou responsável pelo discurso representando o Brasil naquele ano foi o ex-presidente Luiz Inácio “Lula” da Silva, recém eleito.

Seu principal foco foi a batalha contra a fome. No discurso, Lula pediu ajuda de outros países, principalmente os Estados Unidos, para conseguir erradicar a fome no mundo, citando ainda números referentes à América Latina.

Erradicar a fome no mundo é um imperativo moral e político. E todos sabemos que é factível. Se houver de fato vontade política de realizá-lo. Não me agrada repisar as evidências da barbárie. Prefiro sempre louvar progressos, por modestos que sejam. Mas não há como omitir os números que expõem a chaga terrível da miséria e da fome no mundo.

Você pode ler o discurso completo de Lula clicando aqui.

Gilberto Gil na ONU, em 2003

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.