Charlie Watts, baterista do Rolling Stones
 

Um ex-empresário dos Rolling Stones revelou alguns detalhes sobre o funeral de Charlie Watts, o já saudoso baterista da banda.

Watts morreu aos 80 anos, no dia 24 de agosto, após complicações de um procedimento médico não divulgado. De acordo com Sam Cutler, que trabalhou pela primeira vez com Charlie nos anos 60, seu funeral foi “modesto”.

Em um texto enviado ao The Mirror (via NME), Cutler disse:

[A cerimônia] refletiu perfeitamente o homem que ele era, e eu entendo perfeitamente a escolha que foi feita. Ele teria odiado um rebuliço e a comoção que envolver um público teria significado.

No mesmo artigo, Sam ainda revelou ter “certeza” de que Charlie Watts teria gostado de ver sua banda continuar em turnê, como vai acontecer neste mês.

Ele iria gostar que seus companheiros de banda continuassem. Tenho certeza que sim, e que cada show se tornará uma homenagem a um homem notável e bem amado, pois não há como eles não continuarem sendo a maior banda de rock ‘n’ roll do mundo.

Charlie Watts

Por conta de seus problemas de saúde, Charlie já havia cancelado sua presença no retorno da turnê da banda, nos Estados Unidos. Essa seria a primeira vez que o baterista perderia shows com os Rolling Stones desde que entrou no grupo.

 
Nosso site utiliza de cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Consulte nossa Política.
 
Compartilhar