Andre Matos
Foto por Luciana Pires
 

Nesta terça-feira, 14 de Setembro, o saudoso Andre Matos estaria completando 50 anos de idade.

Celebrando a história deste lendário músico brasileiro, que nos deixou precocemente em 2019, o documentário Andre Matos – O Maestro do Rock estreou oficialmente na mesma data de seu aniversário.

De acordo com o site do Theatro Municipal de São Paulo, onde o filme será exibido, o projeto sobre a vida do cantor será composto por quatro filmes que serão lançados a cada três meses durante todo o ano do cinquentenário dele, que se encerra em 14 de Setembro do próximo ano.

Segundo a sinopse do filme, a primeira produção aborda o interesse de Andre pela música desde a infância e apresenta o inicio da formação de sua primeira banda, Viper, em 1985.

O jornal Bom Dia SP (via Whiplash) produziu uma reportagem sobre a estreia do filme, que foi dirigido por Anderson Bellini e produzido por Thiago Rahal Mauro. Conduzida pela jornalista Thaís Luquesi, a matéria reuniu depoimentos de pessoas próximas do vocalista que integrou as bandas Angra, Viper e Shaman.

Ao final da reportagem sobre o documentário, Rafael Bittencourt, guitarrista e um dos fundadores do Angra, relatou como foi seu último encontro com Andre. Ele disse:

Semanas antes dele falecer, eu cruzei com ele no aeroporto. Depois de 20 anos, sem nunca mais revê-lo, eu cruzo com ele no aeroporto. Eu estava despachando a minha bagagem, esperando o cara [funcionário do aeroporto] me devolver o documento, naquele stress… e ele também chegou atrasado para o voo dele, correndo. E nossos olhares se cruzaram, tipo assim, deu uma emoção, percebi, né?

Em seguida, o músico disse que, apesar do encontro, eles não conversaram:

Não nos falamos. Foi muito rápido, os dois com pressa, cada um indo para um lugar. Não nos falamos.

O icônico Andre Matos foi líder do Angra desde sua formação em 1991 e deixou o grupo em 2000. Ao lado de seus ex-companheiros, o vocalista gravou sucessos como “Time”, “Make Believe”, “Carry On”, “Wuthering Heights”, “Nothing To Say” e “Lisbon”.

O músico faleceu aos 47 anos de idade, em Junho de 2019, após sofrer uma parada cardíaca.