Anfiteatro Red Rocks, nos EUA, oferece vacina
Foto via CC BY-SA 3.0, Wikimedia Commons
 

Já pensou em usar a palma da sua mão em vez de um ingresso para entrar em um show ou festival?

Isso pode ser possível por aqui no futuro, pois a Amazon, em parceria com a produtora AEG, está trazendo sua tecnologia de reconhecimento de palma para o icônico parque de eventos Red Rocks e alguns outros locais.

O anfiteatro em Denver, no Colorado, vai aceitar o chamado Amazon One a partir desta terça-feira (14) para o acesso do público nos shows e festivais que por lá acontecerem.

Segundo a Billboard, esta é a primeira vez que a ferramenta será utilizada fora de uma das lojas da Amazon, onde consumidores podem pagar por compras de mercado e snacks escaneando a palma de suas mãos em um dispositivo da empresa.

O reconhecimento da palma conecta o usuário – que não precisa ser cliente da Amazon – a uma conta de ingressos. É preciso apenas acessar a máquina uma vez e dali em diante a pessoa pode usar o mesmo sistema para entrar em outros shows e eventos.

Processo de implementação do Amazon One em outros lugares

Apesar de admitir que a tecnologia será implementada em maior escala nos próximos meses, Bryan Perez, CEO da AXS, empresa de venda de ingressos da AEG, se recusou a dizer quando ou em quantos eventos. Atualmente, a empresa é parceira de mais de 350 estádios e arenas ao redor do mundo.

De acordo com o executivo, o público pode acessar seus assentos de forma mais rápida com o sistema da Amazon One do que mostrando a tela de seus celulares a um funcionário para escanear um código de barras. Aliás, a ideia é que quem quiser utilizar a tecnologia de reconhecimento de palmas tenha uma entrada separada.

Especialistas atentam para os perigos da tecnologia

Embora tudo pareça 100% eficaz, especialistas em privacidade alertam para alguns perigos do uso de dados biométricos como reconhecimento de face ou palma, pois afirmam que a tecnologia pode ser hackeada ou roubada.

Em resposta, a Amazon alegou que mantém as imagens das palmas em uma parte segura da nuvem e que não guarda as informações no dispositivo do Amazon One. Ainda segundo a companhia, os usuários podem pedir para que seus dados armazenados sejam deletados a qualquer hora.

Interessante ou perigoso?

LEIA TAMBÉM: Amazon compra a MGM, detentora da franquia James Bond, por 45 bilhões de reais

 
Compartilhar