Lorde disponibiliza teaser do seu novo disco
Reprodução / YouTube
 

Lorde acaba de lançar um novo EP com cinco regravações de músicas do seu novo disco Solar Power, interpretadas em versões Māori, em referência ao povo indígena da Nova Zelândia.

As letras encontradas em Te Ao Mārama foram traduzidas por Hana Mereraiha e apresentam vocais de fundo de cantores Māori (via Pitchfork).

Em um comunicado à imprensa, a cantora explicou que, mesmo não sendo Māori, os valores deste povo indígena sempre estiveram presentes na vida dos neozelandeses. Ela ainda apontou que mesmo que a maioria do seu público não entenda a língua, a sonoridade das canções é agradável. Na mensagem, disse:

Muitas coisas se revelaram lentamente para mim enquanto eu estava fazendo este álbum, mas a principal percepção de longe foi que muito do meu sistema de valores em relação a cuidar e ouvir o mundo natural vem dos princípios tradicionais Māori. Há uma palavra para isso em te reo: kaitiakitanga, que significa ‘tutela ou cuidado do céu, do mar e da terra’.

Não sou maori, mas todos os neozelandeses crescem com elementos dessa visão de mundo. Te ao Māori e tikanga Māori são uma grande parte do motivo pelo qual as pessoas que não são daqui intuem que nosso país é meio ‘mágico’, eu acho.

Eu sei que sou alguém que representa a Nova Zelândia globalmente de alguma forma, e ao fazer um álbum sobre de onde eu venho, foi importante para mim poder dizer: isso nos torna quem somos aqui. Também é uma língua loucamente bonita — adorei cantar nela. Mesmo que você não entenda te reo, acho que você vai adorar o quão elegantes minhas palavras soam nele. As traduções de Hana para “Te Ara Tika / The Path” e “Hine-i-te-Awatea / Oceanic Feeling” em particular me deixaram sem fôlego.

Todos os lucros do novo EP de Lorde, que foi supervisionado por Dame Hinewehi Mohi e Sir Timoti Kāretu, serão destinados às instituições de caridade Forest and Bird, da Nova Zelândia, e para o Te Hua Kawariki Charitable Trust.

Ouça Te Ao Mārama no player abaixo.

LEIA TAMBÉM: Lorde explica por que não lê resenhas de suas músicas: “só vejo sites de comida”

 
Compartilhar