Brad Pitt e Angelina Jolie
Foto de Brad Pitt e Angelina Jolie via Shutterstock
 

Angelina Jolie voltou a falar sobre seu conturbado divórcio com Brad Pitt.

Em entrevista ao The Guardian (via Buzzfeed News), Angelina citou a batalha que ainda trava com o ex-marido pela custódia dos cinco filhos menores de idade. Maddox, que já tem 20 anos, não faz parte do processo.

Na conversa, Jolie ressaltou que chegou a temer pela segurança da “família inteira” durante seu casamento com Pitt. De acordo com declarações da cantora e documentos vazados, o divórcio aconteceu dias depois de uma briga entre Maddox e o pai, em um avião particular da família. O ator declarou que nenhuma briga física aconteceu, mas admitiu que estava enfrentando problemas com o álcool e que gritou com o garoto, então com 15 anos.

Angelina comentou:

Foi muito difícil estar em uma posição em que senti que deveria me separar do pai dos meus filhos. […] Não sou o tipo de pessoa que toma decisões como as que tive que tomar levianamente. Demorou muito para [isso acontecer].

A atriz ainda citou seu livro Know Your Rights, escrito em parceria com a advogada dos direitos da criança, Geraldine Van Bueren.

Tive uma experiência nos Estados Unidos com meus próprios filhos e pensei… bem, são direitos humanos, direitos da criança. [Este livro] é para quando você está em uma situação e quer ter certeza de que haverá apoio para as crianças em sua vida.

Segundo Jolie, foi o seu casamento que a fez questionar o assunto. Em suas declarações recentes, a atriz também acusou Brad de ter se associado ao produtor Harvey Weinstein mesmo após saber das situações de abuso que envolveram até mesmo a própria Angelina.

Angelina Jolie e Brad Pitt

Apesar do divórcio ter sido encerrado em 2019, o ex-casal continua batalhando pela custódia de Pax, Zahara, Shiloh, Knox e Vivienne.

 
Compartilhar