Flea e John Frusciante
 

O lendário produtor Rick Rubin relembrou em um podcast o momento em que teve a sorte de testemunhar o primeiro ensaio do Red Hot Chili Peppers depois da volta de John Frusciante.

O retorno do guitarrista aconteceu em Dezembro de 2019 e provocou a saída de Josh Klinghoffer, que substituiu Frusciante dez anos antes. Para Rick, a experiência foi inacreditável (via Guitar World):

[John] Frusciante de volta ao grupo foi inacreditável. Eu fui [convidado] para o primeiro ensaio depois que John foi reintegrado à banda e isso me fez chorar. Foi tão impactante ver aquele grupo de pessoas juntas novamente porque eles fizeram músicas tão maravilhosas por tanto tempo e realmente me pegou de uma maneira emotiva.

Rubin também deu algumas pistas do que pode ser esperado do novo álbum do Red Hot Chili Peppers com relação à sonoridade quando o apresentador do programa mostrou toda sua adoração pelo disco Stadium Arcadium (2006):

Se você gosta de ‘Stadium Arcadium’, você talvez goste desse. Tem alguns sabores neste novo álbum e quando acontece é tipo, ‘Oh meu Deus – ninguém soa dessa forma. É a quintessência dos Chili Peppers.

Ele ainda falou sobre o que a presença de Frusciante causa na banda:

Quando Flea e John [Frusciante] tocam juntos algo mágico acontece. Quando Chad [Smith] toca com Flea e John, algo mágico acontece. Quando Anthony [Kiedis] canta, baseado no que esses caras tocam, soa como os Chili Peppers.

O próximo disco do Red Hot Chili Peppers ainda não tem título revelado, mas já está em fase de mixagem. De acordo com John Frusciante, a banda deve retornar com os shows em 2022.

LEIA TAMBÉM: Red Hot Chili Peppers e uma versão acústica de arrepiar de “Under the Bridge”