Layne Staley
Foto: Reprodução / Instagram
 

Poucas vozes na história da música são mais emblemáticas do que a de Layne Staley, lendário vocalista do Alice in Chains.

Talvez até por isso, o guitarrista Jerry Cantrell — que sempre fez uma segunda voz maravilhosa na banda — tenha passado despercebido por vários fãs até a segunda encarnação com o vocalista William DuVall, que abriu mais espaço para Cantrell nesse sentido.

De toda forma, o próprio Jerry já deixou muito claro em uma entrevista o quanto foi impactado por Staley na primeira vez que o viu cantar. Ele contou, lá em 2006:

Eu o ouvi cantando em um pequeno teatro de Tacoma [no estado de Washington] tocando com Johnny e uns outros caras. E a gente era bem novo, provavelmente tinha tipo uns 20 ou 21 anos — ou, no caso, eu tinha uns 20 ou 21, ele era mais novo do que eu.

Mas, a primeira vez que eu ouvi aquele cara — e eu estava em uma banda em Tacoma, e eu meio que já tinha tocado aquela cidade inteira e era hora de sair dali, e eles eram uma banda de Seattle que desceu para tocar e a primeira vez que eu ouvi aquele cara eu fiquei apaixonado. Foi simplesmente incrível.

Como você já deve saber, Jerry resolveu tomar um atitude sobre essa paixão e, como ele mesmo conta, a sensação era a de que “esse é o cara com quem eu quero estar em uma banda”. No fim, a história foi belíssima, dando vida a uma das duplas mais prolíficas do Grunge — que, infelizmente, teve um fim precoce com o falecimento de Staley.

Você pode conferir esse trecho da entrevista pelo vídeo abaixo.

Jerry Cantrell fala sobre a voz de Layne Staley