Bruce Dickinson
Foto: Reprodução/YouTube
 

Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, diz que não entende o motivo de ainda existir tanta resistência contra a vacina para COVID-19.

O músico, que foi diagnosticado com a doença no começo de agosto, comentou na época que só ficou bem pois já estava completamente vacinado. Em uma nova entrevista (via Blabbermouth), ele disse:

Estou absolutamente bem. Eu nunca duvidei que ficaria. Sabe, todo mundo que eu conheço já tomou as duas doses. Estou muito feliz com isso. Nenhum de nós ganhou uma segunda cabeça, sentiu vontade de subir em uma torre 5G ou ficou tentado a chupar o Bill Gates. Então, todas essas coisas são mesmo mitos. E sim, estou absolutamente bem.

Dickinson ainda lamentou por quem prefere não se vacinar, mas não se mostrou favorável à obrigatoriedade da imunização:

Sinceramente, acho incrível que algumas pessoas ainda resistam [à vacinação], mas tudo bem. Tipo a coisa da máscara, que eu realmente não entendo. Não significa que você tem que usar máscaras em todos os lugares o tempo todo, mas é um tipo de consideração. Claramente, elas ajudam. E se ajudam, por que não? Quer dizer, pra que essa loucura sobre isso? Eu não entendo. Não é grande coisa, francamente. Existem coisas muito mais estranhas que poderiam te chatear, que provavelmente são muito sérias, sabe?

Bruce Dickinson ainda falou sobre a variante Delta, e pessoas que questionam o motivo de vacinados ainda serem infectados. Nesta parte da conversa, ele voltou a reforçar que só está bem porque estava vacinado. “Se eu não tivesse tomado a vacina e ficasse muito doente, aí eu poderia provar algo para esses céticos”, ele completou, antes de finalizar:

Quer dizer, não há como argumentar com pessoas assim, porque seus fatos são baseados em fatos diferentes dos que nós conhecemos. Não acho que tenha algo a ver com política. Não acho que as pessoas acreditem em coisas assim por causa da política. Eles acreditam nisso por causa de sua constituição psicológica. Eles têm uma necessidade de acreditar nessas coisas.

Complicado mesmo, cara.

LEIA TAMBÉM: Rock in Rio 2022 anuncia Iron Maiden, Sepultura, Megadeth, IZA e mais

 
Compartilhar