Sérgio Reis
Reprodução/Instagram
 

Sérgio Reis mudou seu discurso após ser intimidado para depor à Polícia Federal na última quarta-feira (25).

Como contamos por aqui, o cantor ganhou atenção nos últimos dias após convocar a população para o ato antidemocrático que vai acontecer em algumas cidades do Brasil no dia 7 de setembro. O ato tem como objetivo atacar instituições como o Supremo Tribunal Federal, inclusive de forma violenta.

Em seu depoimento, como informa O Globo, Reis recuou no tom e negou a intenção de participar das manifestações. O músico foi alvo de busca e apreensão por suspeita de ser um dos articuladores do ato.

Ainda em sua fala, Sérgio Reis disse lamentar a repercussão da gravação, onde chegou a falar: “Vamos invadir [o STF], quebrar tudo e tirar os caras na marra”. Ele ainda afirmou que conhece pessoalmente o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, e portanto não queria o ofender.

Que engraçado, né?

Sérgio Reis

Vale lembrar que o cantor estava preparando um disco repleto de participações, incluindo Maria Rita, Zé Ramalho e Guilherme Arantes. Da lista, apenas a cantora sertaneja Paula Fernandes quis continuar com a parceria.

No fim, o álbum foi cancelado e vários artistas se posicionaram contra Sérgio, alegando diversos motivos como, por exemplo, “incompatibilidade” e “perda de sentido”.

 
Compartilhar