Kanye West, Marilyn Manson, DaBaby, DONDA
Reprodução/Apple Music
 

Em mais uma festa de audição do atrasadíssimo DONDA, Kanye West promoveu um dos eventos mais bizarros do ano no Soldier Field, em Chicago, nesta quinta-feira (26).

Kanye construiu uma réplica de sua casa da infância no meio do estádio, e ainda a “transformou” em igreja para o show.

Por lá, o rapper apresentou mais uma versão alterada de seu novo disco, que era pra ter saído em julho. Sem lançar o trabalho de fato (mais uma vez), West mostrou diversas mudanças grandes nas faixas: por exemplo, JAY-Z e Kid Cudi já não fazem mais parte do álbum.

A parte mais bizarra, porém, vem agora: na varanda da casa estavam Marilyn Manson e DaBaby — este segundo é quem substituiu o verso de JAY-Z em uma das faixas. Os dois músicos têm em comum uma série de polêmicas atreladas a eles: enquanto Manson está enfrentando denúncias de abuso sexual na justiça, DaBaby viu vários shows cancelados após uma fala pra lá de homofóbica.

Kanye não explicou exatamente o motivo de ter levado a dupla improvável ao palco, mas supõe-se que aquela foi sua crítica à cultura do cancelamento — com a qual também tem sofrido nos últimos anos. Na internet, a impressão geral é que o músico deu uma segunda chance aos colegas, e talvez até tentou promover uma forma de “perdão” aos dois. A interpretação fica aberta, como em quase tudo que o rapper tem feito.

Deixando tudo ainda mais estranho ainda, a casa foi incendiada ao final da apresentação com o próprio West dentro. Em seguida, ele saiu andando pelo estádio enquanto pegava fogo, que foi apagado após alguns segundos.

Kanye West e Kim Kardashian

Ao fim, quem surgiu no palco foi Kim Kardashian vestida de noiva, indicando que o casal está possivelmente junto novamente.

A socialite e o rapper se divorciaram neste ano, e têm quatro filhos juntos. Será que voltaram mesmo?