Johnny Cash em
 

A questão da vacina contra COVID-19 segue gerando polêmica nos EUA e tem até artista que nem está entre em nós sendo envolvido contra a sua vontade no debate. Falamos de Johnny Cash, que recentemente teve uma imagem utilizada em um pronunciamento anti-vacina feito pela banda Country The Steel Woods.

O grupo usou a capa do disco Ragged Old Flag (1974), que mostra Johnny em frente a uma bandeira dos EUA como você pode ver acima, para ilustrar um post em que os integrantes cancelavam um show em um movimento “pró-liberdade” — de espalhar uma doença mortal, pelo visto.

A decisão foi tomada após os músicos descobrirem que o evento iria obrigar a apresentação de um cartão de vacinação contra a COVID ou um teste PCR negativo — o que mostra ainda mais que a preocupação não é com a segurança vacina e sim com uma rebeldia sem causa que só coloca vidas em risco, mas isso é papo pra outra hora.

Filha de Johnny Cash pede retirada da imagem do pai

De toda forma, Rosanne Cash, filha de Johnny, não ficou nada feliz com o uso da imagem do pai e postou uma mensagem no Twitter pedindo a retirada da foto em resposta à publicação original da Rolling Stone:

Comunicado DELES, não do meu pai do além. Isso é um uso indevido irresponsável e sem pensamento da imagem e de supostas crenças de uma pessoa que não pode oferecer sua própria opinião. Por favor removam essa foto de seu comunicado à imprensa. Espero que vocês todos #sevacinem.

Amenizando o problema, os Steel Woods cumpriram a solicitação de Rosanne e repostaram o posicionamento em questão com uma foto do próprio grupo, dizendo que agora estão “colocando [seus] rostos na frente e respeitando o legado de Johnny Cash”.

Complicado, mas parabéns à ótima Rosanne por preservar tal legado de uma maneira tão importante. Você pode ver o post da herdeira logo abaixo.