Charlie Watts, baterista do Rolling Stones
 

Perdemos um gênio: Charlie Watts, baterista da banda britânica The Rolling Stones, faleceu aos 80 anos de idade.

A notícia foi confirmada pela banda, que publicou o seguinte comunicado em suas mídias sociais como o perfil oficial no Instagram:

É com imensa tristeza que anunciamos a morte do nosso querido Charlie Watts. Ele faleceu em paz em um hospital em Londres hoje mais cedo onde estava cercado pela família.

Charlie era um marido amado, pai e avô, além de, como membro do The Rolling Stones, um dos maiores bateristas da sua geração.

Nós pedimos cordialmente que a privacidade da sua família seja respeitada, bem como dos integrantes da banda e amigos próximos, nesse momento tão difícil.

A causa da morte não foi revelada, mas vale lembrar que, como postamos por aqui há alguns dias, Charlie Watts havia se afastado de um dos maiores grupos de Rock da história pela primeira vez em 58 anos.

Na ocasião, médicos falaram que ele havia passado por um procedimento não especificado, e que estaria bem.

No seu lugar, entrou Steve Jordan, associado ao grupo há anos e que toca no projeto paralelo de Keith Richards, o X-Pensive Winos.

Charlie Watts no Rolling Stones

A banda foi formada em Londres em 1962 e Watts entrou para assumir as baquetas em 1963 e nunca mais deixá-las.

Dono de um estilo próprio, conduziu o ritmo de todos os discos e singles que tornaram o Rolling Stones uma das bandas mais importantes da história, extrapolando as linhas de Rock And Roll e passando a fazer parte da Cultura Pop.

Agora, a formação da banda conta com o vocalista Mick Jagger e o guitarrista Keith Richards, ambos membros fundadores, além do guitarrista Ronnie Wood, que entrou em 1975.

Os três têm 78, 77 e 74 anos de idade, respectivamente.

Por sua dedicação, estilo e tempo de carreira, o baterista Charlie Watts com certeza fará uma falta imensa.

Que descanse em paz.