Anderson Paak no Lollapalooza Brasil
Foto: Camila Cara/Lollapalooza
 

O sempre incrível Anderson Paak parece realmente não querer nem saber de gravações póstumas.

Usando seu Instagram, o músico compartilhou recentemente um registro nos stories de uma nova tatuagem que fez e que deixa uma mensagem bem clara sobre a sua opinião quando aos lançamentos que podem ser feitos após a morte. Anderson explicita que tudo que ficar guardado não deve ser lançado, dizendo:

Quando eu partir, por favor não lancem nenhum álbum ou música póstuma com meu nome. Essas eram apenas demos e a intenção nunca foi que elas sejam ouvidas pelo público.

Imagina se a moda pega? Vale lembrar que, só na nossa lista de discos lançados em Julho que você deveria ouvir, nós incluímos trabalhos lançados dessa forma de grandes nomes como Pop Smoke Prince.

Anderson Paak

Dono de alguns dos grandes trabalhos dos últimos anos como Malibu (2016) e Ventura (2019), Paak recentemente vem se dedicando ao Silk Sonic, projeto colaborativo com Bruno Mars, com quem ele já tocou bateria na turnê do álbum 24K Magic em 2017.

Esperamos que o músico acelere a produção de novos hits para não sobrar nada nesse futuro (esperamos que muito) distante!

 
Compartilhar