Jé Santiago
Divulgação
 

O rapper Jé Santiago, membro do Recayd Mob, infelizmente se tornou mais uma vítima do racismo escancarado no Brasil.

Como conta o Rap Mais, o artista foi se vacinar na Unidade Básica de Saúde Aurélio Mellone, em São Paulo, quando acabou encontrando com uma dupla de apoiadoras do atual governo de Jair Bolsonaro. Durante a conversa baseada em temos políticos, as mulheres acabaram se alterando e se referindo a Jé como “neguinho” e “favelado”.

Não bastasse isso, mesmo com o astro da música ficando quieto e apenas filmando com seu celular para registrar a situação, as mulheres se irritam novamente pela filmagem e partem para cima do artista, inclusive repetindo os xingamentos. Ele já afirmou que vai buscar justiça, apesar de não ter dado mais detalhes sobre como isso vai ser feito por enquanto.

Obviamente, torcemos para que a justiça seja feita da melhor forma e o mais rápido possível. Simplesmente inaceitável seguirmos vendo cenas assim em pleno 2021. Abaixo, você pode conferir o depoimento do rapper.

Jé Santiago é vítima de racismo em São Paulo

 
Compartilhar