Dave Grohl explica por que não falava do Nirvana
Reprodução/YouTube
 

Até hoje, há pessoas que reclamam do curto intervalo entre o fim do Nirvana e o início do Foo Fighters. A verdade é que, para Dave Grohl, o período pareceu uma eternidade após a perda do amigo Kurt Cobain — e tudo que ele queria era fazer música.

Em uma entrevista antiga, o músico explicou por que não falava sobre a antiga banda quando deu início aos Foos e explicitou dois motivos para isso. O primeiro, claro, era a morte do amigo:

Eu não falava sobre o Nirvana pelos primeiros, sabe, dois ou três anos em que [o Foo Fighters] era uma banda por vários motivos. Primeiramente, e o maior motivo, é que um bom amigo meu tinha morrido e eu não queria só sair falando disso para todo mundo porque eu ainda estava trabalhando isso comigo mesmo.

Nessa hora, o apresentador questiona se o colega de banda de Dave que estava ao seu lado — Taylor Hawkins — era alguém com quem ele tinha esse tipo de conversa. Taylor responde que sim, de certa forma, mas o foco era sempre em contar histórias positivas, “nada de um jeito triste”. Em seguida, Grohl completa com a explicação do segundo motivo:

Mas era difícil também porque uma das questões ao começar essa banda era ser a hora de continuar me movendo, sabe? E depois que algo assim acontece, você não sabe como se recuperar de algo assim. Não há um manual de instruções para te ajudar a passar por algo tão trágico e horripilante como isso.

Então, era só hora de continuar tocando, sabe? Eu tinha estado em bandas há um bom tempo antes disso, e eu não estava pronto para desistir da música. E houve motivos em que eu realmente sentia isso, era difícil ouvir música porque eu associava isso com am orte de um bom amigo meu.

Então, tem isso, mas [o segundo motivo], sabe, eu queria que nós fôssemos ‘uma banda’, entende? Quando [as pessoas] descobriram que nós tínhamos começado essa banda, elas imediatamente queriam fazer entrevistas. E eu pensava, ‘Não tem porra nenhuma pra falar!’. [risos] A gente só ensaiou umas seis vezes e eu não tenho nenhuma história engraçada sobre coisas malucas que aconteceram em turnês. Então, era tipo, nos deixem ser uma banda por um tempo.

Entendido, então! Veja o vídeo dessa entrevista na íntegra, em inglês, logo abaixo.

Por que Dave Grohl não falava sobre o Nirvana?