P!nk se oferece para pagar multa de atletas norueguesas que se recusaram a competir de biquíni
Foto por Foto por Marta Ayora/TMDQA! | Reprodução / Instagram
 

A cantora P!nk se manifestou neste final de semana sobre um caso envolvendo “regras sexistas” impostas às atletas femininas da seleção norueguesa de handebol de praia.

Recentemente, as jogadoras da Noruega se recusaram a utilizar a parte de baixo do biquíni durante a participação do time no Campeonato Europeu de Handebol de Praia e optaram por vestir shorts durante o evento.

De acordo com o BuzzFeed, as regras afirmam que a parte de baixo do biquíni precisam ter “um ajuste justo e corte em um ângulo para cima em direção ao topo da perna”, além de que a “largura lateral deve ser de no máximo 10 centímetros”.

Indo contra a determinação e visando combater o sexismo imposto no uniforme, a seleção recebeu uma multa de 1.500 euros, cerca de 9.225 reais e foi a partir disso que P!nk se pronunciou apoiando a atitude das atletas. Em sua conta do Twitter, ela escreveu:

Estou MUITO orgulhosa da equipe feminina norueguesa de handebol de praia POR PROTESTAR AS REGRAS MUITO SEXISTAS SOBRE SEU “uniforme”. A Federação Europeia de Handebol DEVE SER MULTADA POR SEXISMO. Muito bem, senhoras. Ficarei feliz em pagar suas multas por vocês. Continuem assim.

Manifestação de P!nk e repercussão

Não demorou muito para que o assunto viralizasse nas redes sociais e internautas se manifestassem a favor da atitude das atletas norueguesas.

Após a repercussão, o presidente da Federação Norueguesa de Handebol, Michael Wiederer, expressou seu apoio à decisão das jogadoras e disse que irá tentar mudar as regras relacionadas aos uniformes femininos:

Posso confirmar que a EHF fará todo o possível para garantir que uma mudança nos regulamentos dos uniformes das atletas seja implementada. Esforços significativos serão feitos para promover ainda mais o esporte da melhor maneira possível para todos, independente do gênero.

Em pleno 2021, é quase inacreditável que mulheres atletas ainda precisem lutar contra a sexualização de seus corpos e suas roupas.

Porém, já que infelizmente essa é a realidade, nada como o apoio de nomes importantes como o da cantora P!nk para chamar ainda mais atenção para casos como esses. Você pode ver o Tweet dela logo abaixo.