Sean Penn
Foto via Wikimedia Commons
 

Sean Penn fez recentemente uma exigência importante nos bastidores da série Gaslit.

O ator de 60 anos de idade disse que se recusa a retornar às gravações da série produzida pela emissora Starz até que todos os membros do elenco e da equipe de filmagem estejam vacinados contra a COVID-19.

De acordo com informações do Deadline (via CoS), a condição imposta por Penn surge após o aumento do número de casos na Califórnia decorrente da variante Delta do coronavírus que é altamente contagiosa.

Nesta semana, o estúdio de Gaslit, NBCUniversal, informou que as vacinações são obrigatórias para os integrantes da “ZONA A” da série, que constitui o elenco e aqueles que estão mais próximos do set de filmagem.

O estúdio conta com uma clínica de vacinação no local, mesmo com a imunização ainda não sendo obrigatória para funcionários das outras zonas.

Sean Penn e vacinação obrigatória

Penn, no entanto, está indo além da decisão geral do estúdio, pensando que outros membros da equipe podem acabar se contaminando. O ator, inclusive, ofereceu ajuda financeira através de sua ONG Community Organized Relief Effort (CORE), para que todos conseguiam se vacinar rapidamente.

Ainda segundo a CoS, 56% de todos os americanos já receberam pelo menos uma dose da vacina contra a COVID-19, incluindo 68% dos adultos.

Porém, poucas pessoas acreditam na vacinação obrigatória e de acordo com uma pesquisa da Morning Consult, somente 21% dos americanos apoiariam a obrigatoriedade da vacinação.

A série Gaslit irá explorar o caso Watergate, o escândalo que levou Richard Nixon a renunciar à presidência dos Estados Unidos, através dos “personagens esquecidos”. Penn interpretará o procurador-geral John Mitchell.

Com a direção de Matt Ross, o elenco conta com nomes como Julia Roberts, Dan Stevens, Shea Whigham, Betty Gilpin e mais.