Idris Elba
Foto via Wikimedia Commons
 

Para ajudar a combater os ataques racistas que são feitos online, o ator Idris Elba sugeriu que todos aqueles que criam um conta nas redes sociais sejam obrigados a comprovar sua identidade real.

O pedido por medidas mais rigorosas de verificação surgiu cerca de uma semana após a final da Eurocopa 2021, em que os jogadores Marcus Rashford, Bukayo Saka e Jadon Sancho foram alvos de duros insultos racistas depois de terem perdido pênaltis que poderiam ajudar a Inglaterra a ser campeã contra a Itália.

Através de sua conta do Instagram, Idris Elba compartilhou a imagem de um texto digitado por ele explicando sua proposta de que todos os usuários deveriam passar por um processo de verificação de identidade, para tentar de alguma forma prevenir o abuso racista online. Ele disse:

Pessoas que são vistas pelo público devem ser verificadas nas redes sociais (simbolizadas por um check azul), o processo de verificação exige que provem sua IDENTIDADE, para que todos saibam QUEM está falando.

AS EMPRESAS DE MÍDIA SOCIAL DEVEM TORNAR ISSO OBRIGATÓRIO PARA TODOS OS USUÁRIOS.

Atualmente, a mídia social é como embarcar em um avião e não ter que mostrar a identidade. Isso nunca aconteceria.

Se os covardes estão sendo sustentados por um véu de privacidade e sigilo, a mídia social não é um espaço seguro. Se os covardes querem cuspir retóricas raciais, digam com seu nome, não com seu nome de usuário.

Veja a publicação de Idris ao final da matéria.

Idris Elba e ataques racistas nas redes sociais

No dia 11 de Julho, quando ocorreu a final da Eurocopa, o ator publicou depois da partida uma foto do jogador Bukayo Saka, sem legenda, demonstrando seu apoio.

Os três jogadores utilizaram suas redes sociais para comentar sobre os ataques racistas que receberam após a derrota da Eurocopa. Saka, de 19 anos de idade, citou diretamente em sua mensagem o Instagram, o Twitter e o Facebook e disse:

Não quero que nenhuma criança ou adulto receba as mensagens de ódio e ofensivas que eu, Marcus e Jadon recebemos esta semana. Eu soube imediatamente o tipo de ódio que estava prestes a receber e é uma triste realidade que suas plataformas poderosas não estão fazendo o suficiente para parar essas mensagens.

Não há lugar para racismo ou ódio de qualquer tipo no futebol ou em qualquer área da sociedade e para a maioria das pessoas que se reúnem para chamar a atenção das pessoas que enviam essas mensagens, agindo e denunciando esses comentários à polícia e expulsando o ódio sendo gentis uns com os outros, nós venceremos.

Alguns dos 4,7 milhões de seguidores de Elba divergiram da opinião do ator, defendendo que algumas pessoas podem não achar seguro divulgar sua identidade completa online.

A questão da verificação é sem dúvidas um assunto a ser discutido, mas o que precisa ter um fim o quanto antes é o racismo.

 
Compartilhar