James Hetfield fala sobre o Metallica ser
Reprodução/YouTube
 

Uma das coisas mais chatas do mundo do Rock and Roll é o fato de que, quando uma banda faz sucesso, é quase que instantaneamente chamada de “vendida”. O Metallica é talvez um dos maiores exemplos disso e a situação chega a ser caricata, como explicou James Hetfield.

Em uma entrevista de 2013, o frontman da lendária banda de Metal conversou com Howard Stern e, quando o apresentador falou que o grupo é um dos poucos que nunca se vendeu de fato e isso mantém os fãs conectados, James respondeu:

Eu concordo completamente. Eles vêem a honestidade no que fazemos. É tudo relativo, nós ouvimos desde sempre que somos vendidos! Mas é tudo relativo ao que é o seu mundo, e quão pequeno o seu mundo é. Nós continuamos honestos com nós mesmos e isso é tudo que podemos fazer.

Quando foi questionado sobre as origens das reclamações sobre serem “vendidos” ter sido o Black Album, Lars Ulrich apontou para o absurdo de que, na verdade, um dos maiores clássicos da banda foi o início desse papo:

Bem antes [do Black Album]. ‘Ride the Lightning’. No segundo álbum, nós tínhamos uma música chamada ‘Fade to Black’ que ainda tocamos em praticamente todo show e o James achou que seria uma ótima ideia ter violões no álbum. Então, quando a ‘comunidade do Metal’ ouviu uma música do Metallica com violão todo mundo perdeu as porras dos seus almoços.

Pois é: acredite se quiser, um dos maiores hinos do Heavy Metal rendeu essas acusações. Como se não bastasse, há algum tempo relembramos por aqui a última entrevista de Cliff Burton, na qual o baixista também fala sobre as reclamações de que o icônico Master of Puppets teria sido o Metallica se vendendo.

É mole? Você pode ver o vídeo de James e Lars logo abaixo.

Metallica fala sobre ser chamado de “vendido”

 
Compartilhar