Pink Floyd na TV em 1967
Reprodução/YouTube
 

Com ou sem emoção? Para o Pink Floyd, uma de suas primeiras entrevistas foi com bastante emoção, se é que se pode dizer isso.

Em 1967, a banda que ainda estava começando a chamar atenção no Reino Unido por seu psicodelismo teve a chance de aparecer no programa The Look of the Week, da BBC. O programa era apresentado por Hans Keller, um músico e crítico austríaco.

Ao introduzir a banda, que tocou “Pow R Toc H” e “Astronomy Domine”, Hans começou logo dizendo: “Não vou falar muito sobre eles para que você não tenha preconceito”. Então tá, né?

Bem, ele quebrou a própria promessa logo em seguida, já que mandou na lata:

Na minha opinião, há uma repetição contínua e, proporcionalmente, um pouco chata [na música].

Ai. Depois da apresentação, a entrevista ainda começou com o crítico perguntando por que a música é “tão terrivelmente barulhenta”. Roger Waters e Syd Barrett, os escolhidos para a conversa, acabaram levando a coisa toda na esportiva. Sobre essa questão do barulho, Roger responde:

Bom, eu não acho que tenha que ser. É o jeito que a gente gosta. […] Não soa terrivelmente barulhento para nós.

A entrevista mostra, inclusive, um período muito prolífico de Barrett, que anos depois se afundaria em drogas e deixaria o grupo. Nesse papo, ele dá uma bela declaração sobre como é capaz de apreciar tanto a música “quieta” como a “barulhenta”, deixando claro que o Pink Floyd navegaria em ambas as direções. Infelizmente, ele morreria em 2006, de um câncer no pâncreas.

Você pode assistir à entrevista completa pelo vídeo abaixo e, logo em seguida, aproveite para ver também as performances das faixas citadas acima.

LEIA TAMBÉM: Roger Waters fica irritado com oferta milionária do Facebook: “não vou ser parte dessa merda”

Pink Floyd no The Look of the Week