Marilyn Manson
Foto via Wikimedia Commons
 

Marilyn Manson se entregou à polícia de Los Angeles no dia 2 de julho por conta de um incidente em um de seus shows.

Como contamos por aqui, o cantor foi denunciado por ter agredido um cinegrafista durante uma apresentação em Gilford, no dia 19 de agosto de 2019. Ele já havia concordado em se entregar após receber o mandado de prisão.

No mesmo dia, Manson foi liberado após pagar pela própria fiança, mas sob algumas condições. Além de comparecer a todos os procedimentos judiciais impostos pela justiça, ele também deve manter a polícia informada sobre seu paradeiro, e não pode fazer qualquer contato com a vítima.

O roqueiro nascido Brian Hugh Warner, de 52 anos, foi acusado oficialmente duas vezes por agressão no mesmo caso.

Mais acusações a Marilyn Manson

Vale lembrar que Manson ainda enfrenta processos de quatro mulheres, que alegam ter sofrido violências sexuais, físicas e emocionais do músico. Ele nega todas as acusações, dizendo que só teve relações consensuais com suas parceiras.

A próximo audiência dos casos já está marcada, mas não teve sua data revelada para a imprensa.

 
Compartilhar