Crédito: divulgação
 

A rapper brasileira MC Soffia venceu na última semana o prêmio CLAIFF23 na categoria Melhor Vídeo Musical pelo clipe de “Empoderada”.

O vídeo foi dirigido e roteirizado por Erotides Nai e este foi o primeiro prêmio internacional da jovem artista.

“Estou muito emocionada com o prêmio internacional que ganhei, é muito bom saber que minhas músicas são conhecidas no mundo. O clipe ‘Empoderada’ é especial pela mensagem para as meninas negras, pelo visual, coreografia, dançarinos, equipe de produção e o trabalho da diretora Erotides Nai, que ficou maravilhoso,” elogia Soffia.

“Ainda sou muito nova e sei das barreiras que tenho que enfrentar, machismo, racismo, invisibilidade das mulheres negras, mas não desisto porque acredito nos meus sonhos e amo música,” comenta MC Soffia, que apesar da pouca idade já batalha na carreira há dez anos.

Marcelo Correia

foto: reprodução

O cantor e compositor Marcelo Correia lançou a canção “Recomeço” em parceria com a Rede API (Rede de Apoio a Perdas Irreparáveis) e com o escritor Rafael Stein.

A letra se refere à pandemia da COVID-19 e tem o propósito de passar uma mensagem positiva para as pessoas que vivenciaram (ou ainda vivenciam) o luto por quem não sobreviveu à doença.

“Tudo começou em fevereiro deste ano, quando recebi um pedido da instituição para compor uma canção que carregasse a missão da instituição. Daí conheci o projeto, participei das rodas de conversa e fiquei encantado. Como não sou especialista no assunto, convidei meu amigo Rafael Stein, idealizador do blog ‘Cartas para Maria’, para compor”, explica o artista.

“E o resultado foi uma troca maravilhosa onde aprendi demais. Ter escrito a canção, estudado o luto profundamente me fez, de certa forma, dar mais valor ainda ao que fazemos em vida,” completa Marcelo, que era um executivo de multinacional até enfrentar a Síndrome de Burnout e decidir trocar o mundo dos negócios pelo das artes.

Rogério Baraquet

foto: divulgação

O cantor e compositor Rogério Baraquet disponibilizou nas plataformas de streaming o clipe de “Essa Canção”.

O vídeo foi gravado na Pinacoteca Benedicto Calixto de Santos e a canção tem inspiração na música dos anos 1970.

“O Paulo Maymone, de quem sou fã, me mandou a melodia dizendo ser ‘meio George Harrison’ e sugeriu uma parceria, afinal todo mundo sabe o quanto eu sou beatlemaníaco. A música trouxe à tona várias lembranças minhas dos anos 70 que eu completei a letra em menos de uma hora. Nem todo mundo teve o privilégio de viver esse período de músicas tão incríveis, de bailinhos na garagem e tudo mais, mas eu e o Paulo tivemos e juntos acabamos retratando perfeitamente o que representa ter vivenciado de verdade essa época,” comenta Rogério.