Jack Black e Judith Love Cohen
 

Você provavelmente já ouviu falar de Jack Black, famoso ator de filmes como Escola de Rock e Jumanji e parte da icônica banda Tenacious D. Ao mesmo tempo, é bem improvável que você tenha ouvido o nome de Judith Love Cohen.

Acontece que ela é a mãe de Jack e tem uma história de vida pra lá de sensacional, que viralizou nos últimos dias graças a um TikTok feito pela microbiologista Maren Hunsberger, que detalhou a trajetória de Judith envolvendo a Apollo 13 (e a famosa frase “Houston, we have a problem) e o nascimento do músico e ator:

Eu te garanto que esse é o fato mais legal que você vai ouvir na semana inteira. Então, a frase ‘Houston, we have a problem’ era originalmente ‘Houston, we’ve had a problem’, e foi dita a bordo da Apollo 13 depois que a nave espacial, que se encaminhava para a lua, teve de fato uma pequena explosão a bordo. Como você pode ser capaz de imaginar, eles tiveram que abortar a missão e voltar pra casa.

Agora, alguns meses antes dessa emergência acontecer, a engenheira Judith Love Cohen estava trabalhando no sistema de orientação de aborto. Esse era o backup do backup do backup, que servia para levar os astronautas para casa se uma emergência de fato acontecesse.

A Judith entrou em trabalho de parto com seu quarto filho enquanto estava terminando seu trabalho no sistema de orientação de aborto. Então ela levou uma impressão de computador do problema no qual ela estava trabalhando para o hospital, o terminou, ligou para seu chefe e disse, ‘Ei, o sistema de orientação de aborto está pronto’ e teve um filho. E sabe o que aconteceu? Quando essa explosão aconteceu a bordo da Apollo 13, os astronautas tiveram que usar o sistema de orientação de aborto de Judith para voltar à Terra com segurança.

Pois acredite se quiser, o bebê que nasceu no dia em que Judith terminou de trabalhar nesse sistema tão importante foi justamente Jack, que acabou sendo seu último filho. Incrível, né?

Jack Black e a impressionante história de Judith Love Cohen

Claro que o TikTok não é exatamente a melhor fonte para qualquer tipo de coisa, então o Metro resolveu checar a informação e encontrou um obituário de Judith — que faleceu em 2016, aos 82 anos — escrito por Neil Siegel, o meio-irmão mais velho de Jack que seguiu carreira na ciência.

Ele escreveu em um dos trechos da homenagem:

Ela na verdade foi ao escritório no dia em que o Jack nasceu. Quando chegou a hora de ir ao hospital, ela levou consigo uma impressão de computador do problema no qual ela trabalhava. Mais tarde naquele dia, ela ligou ao seu chefe e disse a ele que havia solucionado o problema. E… ah, sim, o bebê nasceu também.

Como se não bastasse isso, Judith também é bem provavelmente uma das responsáveis pelos dons artísticos de Black. Ela era uma dançarina da Corps de Ballet, da Companhia Metropolitana de Ballet e Opera de Nova York, e ainda escreveu livros depois de se aposentar — justamente relacionados à sua expertise em engenharia e encorajando mulheres a adentrarem meios costumeiramente dominados por homens.

Que mulher! Aproveite e confira o TikTok de Maren logo abaixo.

@marenmicrobeReply to @soupguk correct version with the timings completely factually correct!!

♬ original sound – Maren Hunsberger

 
Compartilhar