Tina Turner notifica atrizes brasileiras de
Reprodução / Instagram / YouTube
 

Os conteúdos produzidos por duas atrizes brasileiras bombaram tanto na internet que chegaram até a aclamada cantora americana Tina Turner — porém de uma forma não muito agradável.

As atrizes em questão são Isabela Mariotto e Júlia Burnier, que em Abril de 2020 criaram uma conta do Instagram com o nome “A Vida de Tina” para abordar com humor, através de uma personagem chamada Tina, o discurso político do que pode ser chamado de “esquerda elitizada”.

Porém, segundo uma reportagem da Folha de S. Paulo (via Rádio Rock), a lendária cantora se preocupou com a utilização de seu nome artístico pelas atrizes.

Há cerca de duas semanas, Isabela, que interpreta a personagem, e Júlia, que faz a dublagem de “Tina”, receberam uma notificação extrajudicial dos advogados que representam Turner no Brasil solicitando que a marca “Tina” não fosse registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), no ramo de serviços de música.

Em conversa com a Folha, Isabela comentou que ela e Júlia ficaram surpresas com a notificação e não esperavam ter esse alcance:

[…] A gente jamais imaginou que poderíamos estar disputando alguma coisa com a Tina Turner, porque ela é uma artista de alcance internacional, uma mulher enorme perto da gente.

As atrizes deixaram claro ao jornal que não pretendem disputar com Tina Turner e que o conteúdo que produzem “não é conflitante” com os interesses da cantora.

Confira abaixo algumas das publicações de “A Vida de Tina” que viralizaram nas redes sociais.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by TINA (@a.vida.de.tina)

 

View this post on Instagram

 

A post shared by TINA (@a.vida.de.tina)

 

View this post on Instagram

 

A post shared by TINA (@a.vida.de.tina)

 
Compartilhar