Neto e Sikêra Jr.
Fotos via Reprodução/Twitter
 

Nos últimos dias, o apresentador Sikêra Jr. se tornou um dos assuntos mais comentados da internet em um movimento coordenado para derrubar os patrocínios de seu programa, o Alerta Nacional, depois de ter falado que “mataria” um filho gay e ter chamado a população LGBTQIA+ de “raça desgraçada”.

Agora, o apresentador e ex-jogador de futebol Neto mostrou que não vai tolerar esse tipo de discurso e, durante seu programa Os Donos da Bola, na Band, declarou que Sikêra é homofóbico “e muito” e fez ameaças tanto ao apresentador quanto a outras pessoas que tenham o mesmo tipo de pensamento.

Como conta o Observatório da TV, ele puxou o assunto quando falava sobre o apelido de “cabeça de pinto” do narrador e comentarista Rogério Assis, reclamando que “hoje não pode falar nada” mas deixando bem claro que há limites sobre o que pode ser dito quando envolve questões como homofobia e racismo.

Citando que “até com quem a gente gosta e ama a gente tem que saber como brincar no mundo de hoje”, o Craque Neto engatou um baita discurso contra a homofobia de Sikêra e a atitude do apresentador da RedeTV de se “arrepender” do que falou após perder grande parte de seus patrocinadores:

A gente não pode, por exemplo, ter esse jornalista, pseudônimo de jornalista, que é o Sikêra Jr., falar o que ele falou sobre os homossexuais, sobre aquilo que o Burger King… Burger King, parabéns Burger King! Por sinal, vocês arrebentaram [na campanha do Dia do Orgulho LBTQIA+]! Parabéns pra vocês! Aí no outro dia o cara pede desculpas. Sabe por quê? Porque os patrocinadores saíram fora de lá. Ou você pensa assim ou você não pensa, irmão! Ou você é homem ou você não é homem! Porque não adianta você falar só para você ganhar dinheiro do governo. [em referência ao pagamento de R$120 mil ao apresentador revelado pela Folha] É o seu pensamento esse? Se for o seu pensamento, espero que um dia você não me encontre, porque o dia que você me encontrar, cara, em qualquer lugar, você vai ver só.

Eu e você em um lugar fechado, você fala isso para mim. Aí você fala para mim, eu e você só, ou até o dono da RedeTV!, qualquer um de vocês que pensam assim. Qualquer um! Falasse isso mano a mano, que você falou, aí depois que a corda vem no seu pescoço, ‘Ah, me desculpa’. Desculpa nada! Seu pensamento é esse! Você é homofóbico e muito! E eu não tenho medo de você nem de quem é dono da RedeTV. E se quiser ligar aqui na Band pode ligar a hora que quiser, tá legal? Porque aqui não tem isso, diga-se de passagem.

Após uma breve interrupção para falar sobre a situação da ex-jogadora de vôlei Fernanda Venturini, que quis escolher qual vacina tomar e justificou dizendo que estava pensando em suas viagens — “tem que tomar vacina pra viver, não para viajar”, disse Neto —, ele retomou a crítica a Sikêra:

Eu queria te encontrar um dia, cara, é que eu não sei aonde você vai. Talvez você vai até a lugares que eu não vá. Porque diga-se de passagem, não adianta pedir desculpas, você tem que aprender com seus erros.

Você pode conferir esse trecho do programa logo abaixo, que já viralizou e rendeu diversos elogios a Neto.

 
Compartilhar