Marilyn Manson e Ashley Morgan Smithline
Fotos via Wikimedia Commons e Reprodução/People
 

Há algum tempo, nós te falamos por aqui sobre as acusações da atriz Ashley Morgan Smithline contra Marilyn Manson. Agora, ela é a quarta mulher a abrir um processo contra o cantor e o acusa de estuprá-la, mantê-la em cárcere privado e realizar tráfico humano, além de outras alegações.

A atriz citou agressões físicas “incontáveis vezes”, a realização forçada de um “pacto de sangue”, a existência de um “quarto da garota má” (uma sala de vidro e à prova de som) no qual ela foi trancada mais de 100 vezes e até uma ocasião em que revela ter sido estuprada enquanto dormia.

Entre as agressões, Smithline relata que Manson lhe “bateu, chicoteou, cortou com uma faca gravada com uma suástica e enfiou seu punho em sua boca durante o sexo”, além de ter quebrado seu nariz quando ela se movia para escapar de uma tentativa de estupro e de ter tentado atirar uma faca no seu rosto, errando por pouco.

O cantor negou, por meio de representante, todas as acusações e disse que o relacionamento entre os dois durou apenas uma semana. A People teve acesso a e-mails que comprovam a existência de uma relação por mais de dois anos, e a atriz também exibiu as cicatrizes de seus traumas durante a conversa.

O processo completo, em inglês, está disponível na íntegra pela Rolling Stone dos EUA.

Marilyn Manson

Apesar de todas as acusações e processos contra Manson, o músico segue livre. Isso pode acabar em breve, mas infelizmente por um motivo pra lá de besta quando comparado a tudo que está acontecendo: uma cuspida em um show.

O incidente aconteceu em 2019 e a gente te explicou tudo isso melhor por aqui.