Andreas Kisser no Sepultura Endurance
Foto: Sepultura Endurance/Divulgação
 

Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, revelou que parou de consumir álcool há cerca de um ano e meio.

Em uma entrevista ao portal da Suécia RockSverige (via Loudwire), o músico brasileiro disse que tomou a decisão após perceber que tinha se tornado “um escravo do álcool” e admitiu que se sente “definitivamente melhor” agora, aos 52 anos de idade, do que quando tinha seus 21, 22 anos e bebia frequentemente.

Em uma sincera declaração, o guitarrista compartilhou algumas situações nas quais percebeu que estava prejudicando suas relações por conta da dependência da bebida e reconheceu que interromper o consumo lhe fez bem. Ele disse:

Percebi que era um escravo do álcool. Cada situação em que tivesse que escolher um restaurante ou que tipo de viagem eu faria com minha família, que tipo de atividade social nós faríamos, o álcool era o maior elemento para fazer as escolhas.

Tipo, ‘Neste lugar eles não servem álcool, então eu não quero ir para lá.’ Esse tipo de coisa. Não importava se eu estava com minha família ou grandes amigos – o álcool era mais pesado do que qualquer outra coisa. Eu percebi que estava realmente me perdendo por causa dessa ideia [e das] escolhas [que estava fazendo]. Eu estava realmente tendo essa sombra escura fazendo as escolhas por mim. Isso estava atrapalhando meu relacionamento com todos – minha família, meus amigos e comigo mesmo. Então eu parei de uma noite para a outra.

Ficou muito claro quando percebi que era um escravo do álcool, que caminho eu tinha que seguir. Tomei a decisão e me sinto ótimo. Não sinto vontade de beber. Eu amo beber – não me interpretem mal – mas eu já fiz isso. Eu sei o que é e também sei que é muito perigoso, especialmente com o estilo de vida que vivo – festas nos bastidores; tudo é gratuito e fácil de conseguir. Você tem que ter muito cuidado com esse tipo de situação, e estou feliz por ter feito essa escolha.

Andreas Kisser ainda reforçou que preferiu não fazer nenhum tipo de promessa para tomar a decisão, pois queria assumir um compromisso com ele mesmo e não com alguma outra coisa.

Se eu fizesse uma promessa a algo, colocaria todos essa responsabilidade para com essa promessa e não para mim mesmo, então eu tenho que enfrentar isso e realmente abraçar a escolha e me sinto ótimo.

Mesmo com a pandemia interrompendo os shows do Sepultura, a aclamada banda continuou ativa no último ano enquanto produzia uma série semanal de vídeos, chamada SepulQuarta, em que eles regravaram algumas de suas músicas com artistas convidados.

Como te contamos aqui, essas colaborações especiais estão sendo compiladas em um disco que recebeu o mesmo nome do projeto e está previsto para ser lançado em 13 de Agosto.

 
Compartilhar