KISS no Livro dos Recordes
 

KISS tem um dos nomes de banda mais simples e marcantes do mundo. Mas, se dependesse de Gene Simmons, talvez o grupo seria chamado de uma maneira ainda mais prática — e um pouco estranha, pra falar a verdade.

Em uma entrevista recente com o programa Better Connecticut (via Blabbermouth), o baixista deu sua versão sobre as origens do nome KISS e revelou sua sugestão bem fora do convencional:

Eu não dirigia no começo dos meus 20 anos — eu não comecei a dirigir até eu ter 34 anos, porque em Nova York você só usava táxis — e o Paul [Stanley] estava dirigindo comigo em seu Mustang antigo ou algo assim. Eu e acho que deve ter sido o Peter [Criss] ou talvez o Ace [Frehley] no banco de trás do carro. E nós estávamos tentando pensar em um nome.

E eu disse, ‘Por que não chamamos a banda da palavra ‘F’, que não pode ser dita no palco?’ E o primeiro álbum poderia se chamar ‘It’, tipo ‘F It’. O segundo disco poderia se chamar ‘You’, [tipo] ‘F You’. E o terceiro disco poderia se chamar ‘Us’, [tipo] ‘F Us’. ‘É, meio que é legal. Que tal isso?’ E nós começamos a rir.

E eu não lembro se ele estava meio que falando sério ou não, mas o Paul disse, ‘É, vamos nos chamar de KISS.’ E nós ficamos tipo, ‘Ei, ei, ei, ei. O que você disse?’ E nós simplesmente acertamos na hora. O que quer que aconteceu foi naturalmente. Não houve empresas de marketing. Nós nem sabíamos o que era isso. ‘Kiss’ — é, todo mundo na terra sabe o que isso significa. É universal — o beijo da morte, o beijo da vida, e todas essas coisas. Então só pareceu certo.

A palavra com “F”, claro, é o famoso “fuck” da língua inglesa — um palavrão versátil que faria com que a trilogia de discos significasse “Foda-se”, “Vá se foder” e “Vamos nos foder”. Talvez tenha sido melhor ficar com o KISS mesmo…

Versão de Paul Stanley sobre a origem do nome KISS

Vale lembrar que há algum tempo te contamos por aqui sobre uma versão bem diferente dessa história, contada por Paul Stanley. Essa própria versão, entretanto, já era diferente da que Stanley costumava contar anos atrás.

Quem será que está falando a verdade?

 
Compartilhar