Geddy Lee (Rush) conta para Dave Grohl em série como é ser filho de sobreviventes do Holocausto
Divulgação / Paramount+
 

A série documental de Dave Grohl e sua mãe, Virginia, teve seu último episódio disponibilizado na Paramount + nesta quinta-feira (10) e o convidado foi Geddy Lee, vocalista e baixista do Rush.

Seguindo a proposta de From Cradle to Stage, Lee e sua mãe, Mary Weinrib, dividiram algumas histórias com os Grohls. Mary, que originalmente se chamava Manya e é polonesa, foi uma das inúmeras vítimas do regime nazista e passou um tempo aprisionada no campo de concentração de Auschwitz.

No papo, o tema surgiu e o artista revelou que tinha ciência dessa situação desde pequeno:

Desde muito cedo, eu sabia que meus pais eram sobreviventes do holocausto.

Os pais de Lee eventualmente foram separados — o pai foi para o campo de Dachau, e a mãe para Bergen-Belsen.

Quando a guerra acabou, os dois felizmente não faziam parte das mais de seis milhões de vítimas deixadas pela situação horrível de extermínio dos judeus e conseguiram se reencontrar, se casar e se mudar para o Canadá juntos, onde Geddy nasceu.

Geddy Lee em From Cradle to Stage

Em um momento mais descontraído, a mãe de Lee falou sobre os primeiros shows que assistiu do filho. Virginia questionou Weinrib se ela imaginava que ele iria se tornar famoso e ela respondeu:

Você está brincando? Nunca.

A série, baseada no livro de mesmo nome lançado pela mamãe Grohl em 2017, tem como intuito promover conversas entre o líder do Foo Fighters, Virginia e artistas acompanhados por suas mães, para relembrar momentos da infância e as aspirações dos cantores para se tornarem músicos.

From Cradle to Stage estreou em 6 de Maio e contou também com as participações de Dan Reynolds (Imagine Dragons) e sua mãe Christine Reynolds, Tom Morello e Mary Morello, Pharrell Williams e Dr. Carolyn Williams, Miranda Lambert e Bev Lambert e Brandi Carlile e Teresa Carlile.