Maconha
Foto por 7raysmarketing via Pixabay
Ouça a Playlist Climão de Dia dos Namorados!   Ouça o novo álbum do Melim!  

As lojas varejistas de maconha no estado de Washington, nos Estados Unidos, foram autorizadas a oferecer um cigarro de maconha pré-enrolado aos consumidores com idade acima de 21 anos que tiverem recebido a primeira ou segunda dose da vacina contra a COVID-19.

A novidade, que já está valendo, faz parte da campanha “Joints for Jabs” e tem duração até 12 de Julho. De acordo com informações do New York Times, até a última segunda-feira (7), 58% dos cidadãos de Washington tomaram a primeira dose da vacina, enquanto 49% já haviam sido totalmente vacinados.

A administração do presidente americano Joe Biden tem estimulado todos os estados a incentivar métodos inventivos para convencer a parte da população que está cética quanto à vacina e assim aumentar os números de imunizados.

Estados criam diferentes incentivos

O Arizona segue a mesma linha de Washington e também distribui cigarros de maconha para quem se vacinou contra a COVID. Já Ohio pode premiar o vacinado com bilhetes de loteria e Nova Jersey oferece cervejas grátis.

O estado de Nova York não ficou de fora e distribui batatas fritas de graça em restaurantes da rede de fast food Shake Shack para quem apresentar a comprovação da vacina.

Será que aqui no Brasil essas medidas fariam uma diferença?

LEIA TAMBÉM: Foo Fighters fará show com capacidade total apenas para público vacinado em Nova York